Tribunal de Justiça se prepara para entrar de vez na era da inteligência artificial

O sistema permitirá aos gestores - incluindo juízes de todo o Estado - tomar decisões com mais rapidez e precisão.

Outras notícias da semana

Integrantes da Assessoria de Planejamento (Asplan) apresentaram hoje à cúpula diretiva do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) os primeiros painéis da ferramenta Business Analytics, com dados sobre movimentação processual, produtividade jurisdicional e força de trabalho do Poder Judiciário catarinense. O sistema permitirá aos gestores – incluindo juízes de todo o Estado – tomar decisões com mais rapidez e precisão.

A nova ferramenta é capaz de fornecer, de forma fácil e rápida, visões interativas dos dados de diversas áreas da Justiça catarinense que podem ser filtradas, comparadas, consolidadas, agrupadas e hierarquizadas, principalmente de forma gráfica. Permite, ainda, acessar informações de fontes e formatos de arquivos diversos, dados da internet e planilhas sem intrusão nos sistemas originais.

Em linhas gerais, o sistema de inteligência artificial permitirá não só ter acesso a dados de cada uma das comarcas do Estado, por exemplo, como também comparar tais informações. Posteriormente, será possível também interagir com outros órgãos externos, entre eles os que atuam na área da segurança pública.

O Tribunal de Justiça já adquiriu, no final de 2018, 750 licenças do programa “Power B.I.”, da Microsoft – fornecidos pela empresa RedeInova, do Ceará. No momento, o projeto encontra-se na fase de tratamento dos dados que serão inseridos e consolidados no sistema, o qual deve estar disponível ainda no primeiro semestre deste ano.    ​

Com informações da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça SC

Últimas postagens

Publicidade
WhatsApp chat