Celesc suspenderá cobrança de 1,2 mil consumidores até terminar aferições

Medida foi apresentada na reunião com o Ministério Público

Outras notícias da semana

Defesa Civil divulga aviso meteorológico com possibilidade de grande volume de chuva

A Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de Brusque divulga aviso meteorológico, emitido pela Defesa Civil Estadual, nesta segunda-feira (18), com a possibilidade de...

Incêndio destrói veículo no bairro São Luiz

O Corpo de Bombeiros combateu um incêndio em veículo na madrugada desta quarta-feira, 20. O sinistro foi registrado por volta das 0h15min, na Rua...

Presidente do Sintrafite fala sobre campanha salarial e atendimentos no setor da saúde para os associados e dependentes

Anibal Boettger, presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Fiação, Malharia, Tinturaria, Tecelagem e Assemelhados de Brusque e Região fala sobre os objetivos...

Brusque FC não renova com João Carlos, Ronaell, Gustavo Henrique, Eliomar e Emerson Martins

Quatro jogadores deixaram o elenco do Brusque FC nesta quarta-feira, 20. Os laterais, João Carlos e Ronaell, os meias Gustavo Henrique e Eliomar e...

A Celesc se reuniu com o Ministério Público de Santa Catarina, nesta quinta-feira, 7, em Florianópolis. O objetivo do encontro foi prestar esclarecimentos sobre o inquérito civil que reúne reclamações de consumidores catarinenses pelo alto valor nas contas de energia.

“A Celesc considera muito positiva essa aproximação que o MP propiciou entre Procon, a sociedade e a distribuidora. É uma chance que nós temos de apresentar de forma transparente, didática e bastante clara a maneira que é feita a cobrança na fatura de energia”, disse o diretor de Geração, Transmissão e Novos Negócios, Pablo Cupani. No encontro, houve uma explicação por parte dos técnicos da companhia de como é realizada a mediação do consumo de energia.

Bandeiras Tarifárias
Sistema de cobrança das Bandeiras Tarifárias de Energia Elétrica (Arte: Divulgação)

A Celesc manteve a posição dos comunicados anteriores divulgados à imprensa. A companhia alega que o volume de energia foi muito alto no mês de janeiro e o sistema bateu recordes de demanda. No entanto, mediante a reclamação de muitos consumidores, a Celesc garantiu a verificação dos casos de reclamação registrados no órgão de defensa do consumidor.

O MP-SC solicitou que sejam realizadas aferições nas 1,2 mil unidades consumidoras, que registraram reclamações junto ao Procon. Os casos prioritários serão as contas que apresentaram altos valores, mas, o trabalho será concentrado nos períodos de dois meses para averiguar todos os protocolos.

CELESC encontro no Ministério Público
Encontro reunião representantes do Ministério Público e da Celesc para tratar sobre valor cobrado nas contas de energia (Foto:Divulgação/Assessoria)

Uma das medidas anunciadas no encontro é de que “a tarifa de aferição, que é determinada pela Aneel, não será cobrada dos 1,2 mil consumidores e esses terão as faturas de energia suspensas de cobrança até que os processos sejam concluídos. Para o consumidor que tiver o medidor aferido e for constatado regular, terá de efetuar o pagamento das faturas em aberto. Como o prazo de aferição desses casos será de dois meses, o consumidor poderá contar com a possibilidade de parcelamento de até 6 parcelas. Para a fatura do consumidor que apresentar inconsistência, os valores serão recalculados e também terá a possibilidade de parcelamento”, diz a nota da assessoria de imprensa.

Celesc encontro no MP
Técnico da Celesc explicou o funcionamento da medição e sistema de cobrança da energia elétrica (Foto: Divulgação/Assessoria)

“Está sendo tramitado o inquérito civil e nós estamos tentando apurar se houve alguma prática irregular ou não por parte da Empresa. Até agora nós não temos nenhum elemento concreto e esse inquérito é exatamente para angariar provas e verificar se há algum tipo de equívoco”, destacou o promotor Marcelo Brito de Araújo.

A reunião foi conduzida pelo promotor de Justiça, Marcelo Brito de Araújo e pela coordenadora do Centro de Apoio Operacional do Consumidor, a promotora de justiça, Greicia Malheiros da Rosa Souza.

Últimas postagens

Boletim epidemiológico de domingo, 24 de janeiro

A cidade de Brusque registrou 20 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas. É o que aponta o mais recente boletim epidemiológico divulgado...

Hospital Azambuja divulga nota de pesar pelo falecimento do Dr. Lira

É com profunda tristeza que o Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux – Hospital Azambuja lamenta o falecimento do médico Adail Japy Lira, aos 77...

Homem fica ferido após colisão de carro em poste em Águas Claras

Uma colisão de um veículo em um poste da rede pública de energia deixou um homem de 34 anos ferido. O acidente ocorreu na...

Brusque registra 96 casos de Covid-19 nas últimas 24h; Em Guabiruba foram quatro

O novo boletim epidemiológico, divulgado neste sábado (23), aponta que Brusque tem 15.208 casos confirmados de Covid-19. Nas últimas 24 horas foram registrados 96...

IPTU pode ser emitido na escola Arthur Wippel até a próxima sexta-feira

A Prefeitura de Guabiruba informa que a escola Arthur Wippel, como ponto de emissão das guias do IPTU, estará em funcionamento até a próxima...
Publicidade
WhatsApp chat