Projeto visa exploração turística, esportes de aventura e ações de preservação do Rio Itajaí Mirim

Neste domingo, 17, grupo fará descida do rio desde a ponte do Maluche até a Unifebe.

Outras notícias da semana

Governador anuncia reforço na fiscalização e quase R$ 1 bi em recursos para medidas de enfrentamento à Covid-19

O governador Carlos Moisés anunciou o aumento na fiscalização e recursos para, em parceria com gestores municipais, conter o avanço da Covid-19 em Santa...

Represa da ETA Zantão será desassoreada neste domingo, 21

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque informa que realizará, neste domingo, 21 de fevereiro, mais uma etapa dos desassoreamentos...

Prefeitura de Guabiruba informa morte de mulher por complicações da Covid

A Prefeitura de Guabiruba informa, com pesar, o falecimento de uma guabirubense por Covid-19. A mulher de 45 anos possuía hipertensão arterial e obesidade....

Brusque apresenta nova marca e novo uniforme para a temporada de 2021

Em evento realizado na noite desta segunda-feira (22), no Centro Administrativo da Havan, o Brusque FC anunciou a sua marca própria que se chama...

Um projeto que visa exploração turística, esportes de aventura e ações de preservação ambiental do Rio Itajaí Mirim está para começar neste domingo, 17. Um grupo de caiaqueiros, surfistas e amantes do esporte de aventura, farão a descida do rio desde a ponte do Maluche até a Unifebe. Será o primeiro passo de um amplo projeto que está sendo traçado por diversos órgãos do setor público e iniciativa privada.

O trabalho será realizado em conjunto com o Caiaque Club Botuverá – Piratas do Rio Itajaí Mirim, em parceria com a Prefeitura de Botuverá e a ASSEPAVI – Associação de Ecoturismo, Preservação e Aventura do Vale do Itajaí (Assepavi); Convention & Visitors Bureau – Vale dos Teares; Fundação Municipal de Esportes de Brusque (Prefeitura de Brusque). A ação contará ainda com o apoio técnico da Casa da Aventura. Estarão no local os instrutores Álvaro Walendoswky e Ivo Leonardo Shimitiz, especialistas em esportes de aventura. A Associação Brusquense de Surf – ASBQ também se fará presente na iniciativa.

Rio Itajaí Mirim em Botuverá
Rio Itajaí Mirim em Botuverá. (Foto/Divulgação: Caiaque Club Botuverá).

Com o crescimento de praticantes do caiaque em toda região, os potenciais hídricos e ambientais do Rio Itajaí Mirim se tornaram o foco dos amantes do esporte de aventura, que planejam tornar o leito do rio um novo caminho para o desenvolvimento socioeconômico da região.

“O projeto vai servir para monitorar a saúde do rio Itajaí Mirim, a ideia também é a conscientização educacional ambiental do esporte e o turismo de aventura, há um leque muito grande de exploração, abrange muitas formas de uso”, frisou Jeferson Mariani, diretor de esporte e turismo da Prefeitura de Botuverá – Jeferson também é integrante da equipe Piratas do Rio Itajaí Mirim. A proposta geral do projeto é iniciar a exploração desde a cabeceira no município de Vidal Ramos até a foz do rio.

Caiaque Club Botuverá - Piratas do Rio Itajaí Mirim
Caiaque Club Botuverá – Piratas do Rio Itajaí Mirim durante descida do rio (Foto/Divulgação: Caiaque Club Botuverá).

Como primeira experiência, um grupo de caiaqueiros da região e surfistas com prachas stand up paddle, farão a descida do rio desde às imediações da ponte do bairro Maluche até às proximidades da Unifebe, no bairro Santa Terezinha. Todos os participantes estarão com equipamentos de proteção individual.

“A ideia fundamental é o desenvolvimento turístico do rio como um todo, desde a nascente até a foz e com isso fortalecer todos objetivos do projeto. Nós temos esse pensamento de regionalização do turismo nos quatro municípios e com o poder público se organizando, a iniciativa dará uma injeção de ânimo”, comentou Sidnei Dematé, Secretário Executivo do Convention & Visitors Bureau – Vale dos Teares – que engloba ações coordenadas entre os municípios de Botuverá, Nova Trento, Brusque e Guabiruba.

Outras ações de limpeza estão programadas ao longo de outras etapas, incluindo a pratica de esportes de aventura, como o rafting, por exemplo.

“Desde a época da colonização o rio sempre foi um caminho navegável, e agora estamos voltando com essa demanda pelo potencial turístico, que pode virar um grande atrativo da região”, destacou Sidnei.

Rio Itajaí Mirim em Botuverá
Projeto visa exploração turística e ambiental do Rio Itajaí Mirim. (Foto/Divulgação: Caique Club Botuverá)

Últimas postagens

Interligado – sorteio de 25 de fevereiro.

Torre de Chope do Sombreiro Choperia. De terça a sábado a partir das 18h, novo ambiente com um super cardápio e chope sempre gelado....

Tilemassa contrata

Tilemassa Argamassas Técnicas contrata pessoa para o marketing interno (prospecção de novos clientes) e vendedor externo. Oferece: salário fixo mais comissão, despesas de almoço e...

Nota do Secretário de Estado da Saúde reconhece “colapso” e municípios são orientados para reforçar medidas

Em nota oficial, o Secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, reconhece que a “situação da pandemia deteriorou no Estado todo e, a...

Posse da nova diretoria da AMPEBr ocorreu na noite de quarta-feira, 24

A Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e região (AmpeBr) realizou na noite desta quarta-feira (24), a posse de sua nova Diretoria...
Publicidade
WhatsApp chat