Projeto visa exploração turística, esportes de aventura e ações de preservação do Rio Itajaí Mirim

Neste domingo, 17, grupo fará descida do rio desde a ponte do Maluche até a Unifebe.

Outras notícias da semana

Carlos Moisés é absolvido no caso do reajuste dos procuradores e retorna ao cargo de governador

Por 6 votos a 3 e uma abstenção, o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) foi absolvido da suposta prática de crime de responsabilidade...

COVID-19: Boletim epidemiológico de 25 de novembro

Brusque registrou nas últimas 24 horas 213 novos casos de Covid-19. Agora, a cidade conta com 8.179 pessoas que já contraíram a doença. Deste...

Covid-19: Prefeitura de Brusque edita novo Decreto com restrições, após matriz vermelha em SC

A Prefeitura de Brusque editou no final da tarde desta quinta-feira (26) o Decreto número 8.789, que dispõe sobre as medidas de prevenção e...

Polícia Civil prende homem por tráfico de drogas no bairro Azambuja

No início desta tarde desta segunda-feira,30, policiais civis da Divisão de Investigação Criminal de Brusque realizaram a prisão de um traficante no bairro Azambuja. Na...

Um projeto que visa exploração turística, esportes de aventura e ações de preservação ambiental do Rio Itajaí Mirim está para começar neste domingo, 17. Um grupo de caiaqueiros, surfistas e amantes do esporte de aventura, farão a descida do rio desde a ponte do Maluche até a Unifebe. Será o primeiro passo de um amplo projeto que está sendo traçado por diversos órgãos do setor público e iniciativa privada.

O trabalho será realizado em conjunto com o Caiaque Club Botuverá – Piratas do Rio Itajaí Mirim, em parceria com a Prefeitura de Botuverá e a ASSEPAVI – Associação de Ecoturismo, Preservação e Aventura do Vale do Itajaí (Assepavi); Convention & Visitors Bureau – Vale dos Teares; Fundação Municipal de Esportes de Brusque (Prefeitura de Brusque). A ação contará ainda com o apoio técnico da Casa da Aventura. Estarão no local os instrutores Álvaro Walendoswky e Ivo Leonardo Shimitiz, especialistas em esportes de aventura. A Associação Brusquense de Surf – ASBQ também se fará presente na iniciativa.

Rio Itajaí Mirim em Botuverá
Rio Itajaí Mirim em Botuverá. (Foto/Divulgação: Caiaque Club Botuverá).

Com o crescimento de praticantes do caiaque em toda região, os potenciais hídricos e ambientais do Rio Itajaí Mirim se tornaram o foco dos amantes do esporte de aventura, que planejam tornar o leito do rio um novo caminho para o desenvolvimento socioeconômico da região.

“O projeto vai servir para monitorar a saúde do rio Itajaí Mirim, a ideia também é a conscientização educacional ambiental do esporte e o turismo de aventura, há um leque muito grande de exploração, abrange muitas formas de uso”, frisou Jeferson Mariani, diretor de esporte e turismo da Prefeitura de Botuverá – Jeferson também é integrante da equipe Piratas do Rio Itajaí Mirim. A proposta geral do projeto é iniciar a exploração desde a cabeceira no município de Vidal Ramos até a foz do rio.

Caiaque Club Botuverá - Piratas do Rio Itajaí Mirim
Caiaque Club Botuverá – Piratas do Rio Itajaí Mirim durante descida do rio (Foto/Divulgação: Caiaque Club Botuverá).

Como primeira experiência, um grupo de caiaqueiros da região e surfistas com prachas stand up paddle, farão a descida do rio desde às imediações da ponte do bairro Maluche até às proximidades da Unifebe, no bairro Santa Terezinha. Todos os participantes estarão com equipamentos de proteção individual.

“A ideia fundamental é o desenvolvimento turístico do rio como um todo, desde a nascente até a foz e com isso fortalecer todos objetivos do projeto. Nós temos esse pensamento de regionalização do turismo nos quatro municípios e com o poder público se organizando, a iniciativa dará uma injeção de ânimo”, comentou Sidnei Dematé, Secretário Executivo do Convention & Visitors Bureau – Vale dos Teares – que engloba ações coordenadas entre os municípios de Botuverá, Nova Trento, Brusque e Guabiruba.

Outras ações de limpeza estão programadas ao longo de outras etapas, incluindo a pratica de esportes de aventura, como o rafting, por exemplo.

“Desde a época da colonização o rio sempre foi um caminho navegável, e agora estamos voltando com essa demanda pelo potencial turístico, que pode virar um grande atrativo da região”, destacou Sidnei.

Rio Itajaí Mirim em Botuverá
Projeto visa exploração turística e ambiental do Rio Itajaí Mirim. (Foto/Divulgação: Caique Club Botuverá)

Últimas postagens

Interligado – Resultado de 02 de dezembro de 2020

Pijama da Mensageiro dos Sonhos - O presente dfo Natal para toda a família nas lojas Mensageiros do Sonhos. *** Ganhadora: Daiana Baron Teske **** Pizza...

Emprego – Auxiliar de serviços gerais

A Viva Sport academia contrata auxiliar de serviços gerais (ambos os sexos). Interessados entrar em contato pelo fone 3252-0013 ou comparecer na Viva Sport...

União VasBrusque realiza macarronada solidária neste sábado, 5, em prol da Laurinha

A capitania União VasBrusque realiza neste sábado, 5, a macarronada solidária em prol da campanha Salve Laurinha. A ação será realizada no sistema Drive Trhu,...

Força de segurança de Santa Catarina está mobilizada na investigação de assalto a banco em Criciúma

Desde a madrugada de segunda-feira, 01, a Polícia Civil de Santa Catarina e todas as forças de segurança estão mobilizadas em Criciúma na investigação...
Publicidade
WhatsApp chat