Remédios podem ficar até 4,33% mais caros a partir desta segunda-feira

Outras notícias da semana

Botuverá: Vereadores aprovam projeto referente ao Consórcio Interfederativo Santa Catarina – CINCATARINA

A Câmara de Vereadores de Botuverá realizou nesta terça-feira, 16 de fevereiro, mais uma Sessão Ordinária. Durante a Sessão, os vereadores aprovaram o projeto referente...

Ponte dos bombeiros segue interditada após surgimento de buraco próximo a cabeceira

A Secretaria de Trânsito e Mobilidade de Brusque informa que a ponte Mário Olinger (ponte dos Bombeiros) está interditada desde a noite de terça-feira...

Prefeitura de Guabiruba informa morte de mulher por complicações da Covid

A Prefeitura de Guabiruba informa, com pesar, o falecimento de uma guabirubense por Covid-19. A mulher de 45 anos possuía hipertensão arterial e obesidade....

Vereadores aprovaram projetos, requerimentos, pedidos de informação e uma moção na Ordem do Dia, em sessão legislativa

Reunidos em sessão ordinária nesta terça-feira, 23 de fevereiro, os vereadores de Brusque aprovaram projetos de lei, requerimentos, pedidos de informação e uma moção...

O preço dos remédios vendidos no país pode aumentar até 4,33% a partir desta segunda-feira (01). O valor, definido pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, ficou acima da inflação de 2018, que fechou o ano em 3,75%.

De acordo com o Ministério da Saúde, o percentual é o teto permitido de reajuste. Cada empresa pode decidir se vai aplicar o índice total ou menor. Os valores valem para os medicamentos vendidos com receita.

Ainda segundo a pasta, o cálculo é feito com base em fatores como a inflação dos últimos 12 meses – o IPCA, a produtividade das indústrias de remédios, o câmbio e a tarifa de energia elétrica e a concorrência de mercado.

A Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos publica, todo mês, no site da Anvisa, a lista com os preços de medicamentos já com os valores do ICMS – o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços, que é definido pelos estados.

As empresas que descumprirem os preços máximos permitidos ou aplicarem um reajuste maior do que o estabelecido podem pagar multa que varia de R$ 649 a R$ 9,7 milhões.

Últimas postagens

Prefeitura de Guabiruba registra 24º óbito pela Covid-19

A Prefeitura de Guabiruba informa, com pesar, o 24º óbito pela Covid-19 no município. Trata-se de uma mulher de 34 anos que possuía hipertensão...

Rua Itajaí será interditada a partir desta quinta-feira (25)

Ação é necessária para a troca de tubulação e ligação de esgoto A rua Itajaí vai ser interditada a partir desta quinta-feira (25), a via...

Covid-19: Confira o boletim epidemiológico desta quarta-feira (24)

Nas últimas 24 horas foram registrados 56 novos casos da doença e 1 óbito O novo boletim epidemiológico, divulgado nesta quarta-feira (24), aponta que Brusque...

Técnico do Carlos Renaux fará estágio no Metropolitano durante o Estadual

Técnico do Carlos Renaux fará estágio no Metropolitano durante o Estadual Time de Blumenau também terá dois jogadores do Vovô na equipe que disputa o...

Polícia Militar prende homem por tráfico no Limoeiro

A Polícia Militar em patrulhamento pelo bairro Limoeiro, avistou dois homens em atitude suspeita, na condução de uma motocicleta. Foi realizada abordagem na região...
Publicidade
WhatsApp chat