Fiscalização: Mais rigor para cinta jugular do capacete e para infrações leves; entenda

Outras notícias da semana

COVID-19: Boletim epidemiológico de 28 de novembro

Brusque registrou nas últimas 24 horas 173 novos casos de Covid-19. Agora, a cidade conta com 8.865 pessoas que já contraíram a doença. Deste...

Com rua Poço Fundo interditada, condutores de veículos terão duas opções

Na segunda-feira (30) reiniciam as obras na rua Poço Fundo, onde será feito drenagem, pavimentação asfáltica e passeio. Devido às obras, a rua ficará...

CDL e Centro empresarial promovem coleta de lixo eletrônico a partir de 30/11

O Brasil é o maior produtor de lixo eletrônico entre países emergentes e em desenvolvimento, resultando em 96,8 mil toneladas de resíduos ao ano....

Consulado do Inter em Brusque arrecada R$ 7.500 com rifa em prol da Laurinha

O consulado do Sport Clube Internacional em Brusque realizou uma rifa em prol da campanha Salve Laurinha. Com cerca de 40 sócios e mais...

A fiscalização no trânsito de Brusque foi tema de uma reunião técnica entre a Polícia Militar, Polícia Civil, Setram (em conjunto com a Guarda de Trânsito) e centros de formação de condutores.

Pela primeira vez, centros de formação participaram de um diálogo com os órgãos que gerenciam o trânsito, de modo que o encontro serviu para uma troca de informações sobre a conduta de instrutores e policiais.

“Importante alinhar esses assuntos e deixar os condutores conscientes, precisamos trabalhar juntos para mudar o nosso trânsito”, destacou Juliano Azevedo, membro do Sindicato dos Centro de Formação de Condutores de Santa Catarina – Sindemosc.

Órgãos fiscalização realizam de Reunião técnica com centro de formação de condutores
Órgãos fiscalização realizam de Reunião técnica com centro de formação de condutores

Diante dos números do trânsito apresentados pelo tenente-coronel Otávio Ferreira, do 18º BPM, foi evidenciado as estatísticas de acidentes graves e fatais envolvendo motociclistas.

Como medidas efetivas, haverá maior rigor nos testes práticos do Detran, principalmente para motociclistas. A partir de agora será item de reprovação a colocação do capacete sem o devido uso correto da cinta jugular, que prende o equipamento na cabeça do condutor.

“Isso é um caso grave e daremos uma atenção especial pois será um critério que reprova, as estatísticas apontaram a morte preponderante de motociclistas”, frisou o delegado Fernando de Faveri.

Outra orientação dada é que a cinta tem que estar de adaptada às medidas do aluno –  isso não somente para testes, mas para motociclistas abordados em blitz.

Foi debatido com os instrutores duas situações corriqueiras em abordagens no trânsito. A PM e Guarda de Trânsito vão endurecer a fiscalização em torno de motociclistas que estejam pilotando descalços, mesmo que o chinelo de dedo esteja no guidom.

tenente-coronel Otávio Ferreira, do 18º BPM
Tenente-coronel Otávio Ferreira, do 18º BPM, durante encontro com órgãos fiscalizadores e representantes de CFC’s

 “Até então era divulgado que não havia nada que impedia, mas, entendo que caracteriza infração leve por dirigir sem atenção e os cuidados de segurança no trânsito. Pedimos que os instrutores que difundissem isso aos seus alunos, futuros condutores”, disse Otávio.

No campo das vestimentas, o assunto recai para casos habituais, como dirigir ou pilotar sem camisa. Não há muita legislação específica em torno do tema, entretanto, principalmente para condutores de moto, haverá mais atuação dos fiscalizadores.

 “É inadmissível hoje transitar de motocicleta sem camisa ou algo do gênero, esta vestimenta mínima tem que ter sob pena de multa. É uma coisa pequena, mas que cria uma nova cultura e comportamento”. O uso da viseira passou sob a ótica do debate – não sendo descartada uma autuação em caso de uso irregular que não ofereça o mínimo visibilidade ou a devida proteção aos olhos.

Ficou também alinhavado a fiscalização em torno de estacionamento de veículos que ocupem em grande parte os passeios públicos (calçadas), cada vez mais frequentes e que agora passam a ser menos toleráveis, dependendo sempre da condição dada ao pedestre.

“O ser humano em primeiro lugar, o condutor não pode ocupar um lugar que é do pedestre para favorecer o veículo. Frisamos a importância dos instrutores de orientar os alunos sobre essa infração”, disse.

Primeira reunião técnica entre órgãos de fiscalização e centro de formação de condutores, no 18º BPM.
Primeira reunião técnica entre órgãos de fiscalização e centro de formação de condutores, no 18º BPM.

Últimas postagens

COVID-19: Boletim epidemiológico de 28 de novembro

Brusque registrou nas últimas 24 horas 173 novos casos de Covid-19. Agora, a cidade conta com 8.865 pessoas que já contraíram a doença. Deste...

Brusque é goleado em casa pela Série C do Brasileiro

O Brusque FC foi massacrado pelo Volta Redondo em pleno estádio Augusto Bauer, na tarde deste sábado, 28, em jogo valido pela penúltima rodada...

Recadastramento de aposentados está suspenso até o fim do ano

 A exigência da prova de vida anual de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está suspensa até o fim do...

Homem fica ferido após tombamento de caminhão no bairro Limeira

Por volta das 19h30 de sábado, 27, o serviço de segurança da cidade atendeu um tombamento de caminhão na Rua José Walendowski, bairro Limeira....

Obituário de sábado 28 de novembro

Funerária Guabiruba Faleceu às 15h40 de sexta-feira, 27, Maria Marlene Mosimann, 59 anos, que morava na Rua Antônio Carminati, São Pedro. Corpo velado na capela...
Publicidade
WhatsApp chat