Publicidade

Curso de formação de costureira deve iniciar em agosto na AmpeBr

Outras notícias da semana

Em entrevista ao Jornal da Diplomata desta quarta-feira (24 de julho), o presidente da Associação das Micro e Pequenas Empresa – AmpeBr, Ademir José Jorge, anunciou uma novidade para pessoas que tem interesse em aprender a costurar ou se qualificar em costura. É o curso de costureira, que será realizado na Sala de Moda da AmpeBr e que deve ocorrer a partir de agosto.

Iniciativa

O assunto veio à tona quando o vereador Ivan Roberto Martins foi procurado por duas costureiras profissionais da cidade que possuem um grupo nas redes sociais. As profissionais demonstravam interesse em ministrar aulas de costura e buscava um apoio no sentido de estrutura a ideia. Após isso, o vereador, juntamente com Alcides Sgrott, do Sebrae, procuraram a AmpeBr. De acordo com Ademir José Jorge, presidente da entidade, a diretoria aprovou a realização do curso de formação para costureiras após deliberações.

Serão disponibilizadas para as costureiras as salas de moda e máquinas de costura para que essas duas profissionais possam dar as aulas no período noturno.

A pretensão é que cada três meses sejam formadas cerca de 60 costureiras. A dificuldade de encontrar mão de obra em Brusque é uma realidade constatada também pela entidade, por isso a ideia foi rapidamente bem aceita na AmpeBr. “Cada vez mais as mulheres, principalmente as mais jovens, não veem mais a costura como sua profissão, então as fábricas precisam levar seus produtos para outra cidade”, destaca o presidente da entidade, Ademir José Jorge”.

As aulas já devem iniciar em agosto, com cerca de 20 costureiras. “O associado poderá contratar costureira para suas fábricas. É uma ideia sensacional e uma maneira de contribuir para a sociedade e a comunidade como um todo”, pontua.

Ademir José Jorge anunciou a novidade ao Jornal da Diplomata

Garantia de emprego e renda

A proposta vai muito além do curso. Com o aprendizado adquirido, as costureiras poderão ter a oportunidade de já serem integradas no mercado paralelo às aulas, tendo em vista a alta procura por costureiras na cidade pelas empresas associadas da AmpeBr. “Se formando como costureira neste curso, com certeza teremos associados e comunidade interessados em contratá-las. A dificuldade de mão de obra é grande, a gente sabe disso e até mesmo é uma oportunidade para aquelas mulheres que vem de outras cidades para morar em Brusque”.

As inscrições para participar do curso, que deve iniciar em agosto, serão divulgadas em breve. (Foto: Ilustração / Internet)

Inscrições

As inscrições para participar do curso, que deve iniciar em agosto, serão divulgadas em breve.

Últimas postagens

Publicidade
WhatsApp chat