Posto de combustíveis difamado nas redes sociais receberá indenização em Brusque; entenda

Outras notícias da semana

Caminhão guincho atinge poste na Rua Florianópolis

Um caminhão guincho atingiu um poste de energia elétrica, de grande porte, na madrugada desta sexta-feira, 27. A colisão provocou queda no fornecimento de...

Bandeirante sedia competição nacional de Beach Tennis

As quadras de Beach Tennis da Sociedade Esportiva Bandeirante serão palco do Circuito BRB, organizado pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT). A competição será...

UNIFEBE promove gincana virtual com terceirões de Brusque e região

Em uma semana os estudantes do 3º ano do Ensino Médio das escolas de Brusque e região serão desafiados a pôr à prova a...

Motorzinho e Lucas Rech fazem pódio brusquense no Circuito Summit de Travessias

Dois brusquenses conquistaram bons resultados no Circuito Summit de Travessias. Foram 2 km de prova em mar aberto, na praia de Balneário Barra do...


Uma foto, 133 compartilhamentos e 24 comentários em uma rede social resultaram na condenação de um cidadão ao pagamento de danos morais em favor de um posto de gasolina na cidade de Brusque, no Vale do Itajaí. Ele terá de pagar R$ 10 mil, valor que será ainda acrescido de juros e correção monetária, por ter utilizado uma publicação para denegrir a imagem do estabelecimento. Postou, em maio de 2018, uma imagem que continha combustível adulterado e de qualidade duvidosa, acompanhada da frase “Olha a gasolina do (nome do posto). Tirada da bomba agora cedo”.


A empresa ajuizou ação na Vara Cível da comarca de Brusque sob alegação de ter sofrido abalo moral por conta de notícias e comentários feitos em redes sociais acerca de seu produto. Afirmou ainda que as publicações chegaram ao conhecimento de inúmeros consumidores, de forma que abalaram a imagem comercial do estabelecimento.


“Ocorre que o produto em questão não teve sua origem comprovada, não existindo qualquer elemento que o ligasse à empresa autora. Pelo contrário, posteriormente, soube-se que se tratava de imagem que não condizia com a realidade fática, pois dizia respeito a uma fotografia tirada em outro Estado e em época diversa da publicação. Dessa forma, a publicação em redes sociais, com considerável alcance, de imagem falsa que não corresponde a produto comercializado pela empresa autora, cujo objetivo era denegrir a boa imagem comercial desta, configura ilícito indenizável”, registrou o juiz substituto Gabriel Marcon Dalponte em sua decisão.

Além de indenizar o posto de combustíveis por danos morais, o autor terá de fazer uma retratação pública em suas redes sociais. A decisão foi prolatada em 9 de outubro. Cabe recurso ao Tribunal de Justiça.

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros – Reg. Prof.: SC00445(JP)

Últimas postagens

Philarmonia Brusque lança no dia 6 de dezembro o Camarote Virtual com clipes natalinos

Depois de muitos ensaios, captura de imagens e gravações em estúdio, a Philarmonia Brusque está com tudo pronto para o lançamento do Camarote...

Entidades realizam reuniões com oficial interventora do Registro de Imóveis e juiz corregedor para debater melhorias e celeridade nos processos

A última semana de novembro foi marcada por duas reuniões importantes na cidade de Brusque, em que o tema principal gerou em torno dos...

Diretoria do Brusque concede coletiva para reafirmar ações e parcerias

Na tarde de quarta-feira, 26, Danilo Rezini, presidente do Brusque FC, concedeu entrevista coletiva para a imprensa regional para falar sobre o trabalho realizado,...
Publicidade
WhatsApp chat