Publicidade

Convênio abre pronto-socorro do Hospital Dom Joaquim nos finais de semana e feriados

Outras notícias da semana

O Hospital Dom Joaquim terá o Pronto-Socorro aberto em horários estendidos nos finais de semana e feriados. Em convênio firmado com a Prefeitura de Brusque, o atendimento será concentrado a partir das 18h de sexta-feira até às 22h de segunda. A vigência do contrato começa a valer no próximo dia 1º de novembro.

Nos feriados, o atendimento começa na véspera às 18h e se estende por 37 horas, só terminando um dia após, às 7h. Convênio global de R$ 7,8 milhões prevê parceria com por 14 meses, até o final de 2020. Será uma primeira experiência, para uma possível abertura do pronto-atendimento em tempo integral.

O objetivo é diminuir a demanda e fila de espera no Hospital Azambuja, historicamente sobrecarregado nos finais de semana e feriados, em detrimento do fechamento das unidades de saúde do município.

O convênio firmado entre a Secretaria de Saúde com o Hospital Dom Joaquim é voltado para atendimento de casos de baixa e média complexidade – com possibilidade de internação, exames e observação – internações clínicas. Para situações graves, traumatizados ou gestantes de risco – por exemplo, bem como para acidentados atendidos pelo Corpo de Bombeiros/Samu, os atendimentos deverão ser encaminhados ao Hospital Azambuja.

“É um desafio pois tudo que é novo cria desafios, estamos com a equipe formada (11 médicos), revendo a logística do pronto-atendimento e acredito que será superado. Nós não temos uma U.T.I, então não podemos atender casos de maior complexidade”, explica a gerente de enfermagem, Vera Lúcia Civinski.

Saiba mais detalhes na entrevista com a chefe de enfermagem, Vera Civinski, em coletiva de imprensa.

A parceria firmada vai exigir um relacionamento direto entre os hospitais (para situações emergências de remanejamento) e o entendimento da população – principalmente das regiões próximas ao Hospital Dom Joaquim, para o encaminhamento correto.

“Será uma parceria e já está sendo sincronizada junto ao Comusa e o Hospital Azambuja, pois irá aliviar a porta de entrada do hospital, que tem vocação para casos mais graves”, explicou o Secretário de Saúde, Humberto Martins Fornari.

A logística montada pelo convênio trabalha com a prerrogativa em torno dos atendimentos aos municípios vizinhos. Conforme o secretário Humberto Fornari, o aporte injetado no Hospital Dom Joaquim é destinado à população brusquense – sendo que para pacientes de municípios vizinhos (Guabiruba, Botuverá e da região), a referência continuará sendo o Hospital Azambuja, em detrimento do acordo formulado regionalmente.

“O convênio que firmamos hoje é da Secretaria da Saúde do Município de Brusque para a população brusquense; é diferente do Hospital Azambuja que possui portaria que atende a nossa macrorregião – de Guabiruba, Botuverá e de outros municípios”, explicou o Secretário de Saúde.

Saiba mais detalhes na entrevista com o Secretário de Saúde, Humberto Martins Fornari, em coletiva de imprensa.

A estratégia em torno do convênio cria uma nova engrenagem de atendimento descentralizado da saúde. O governo municipal trabalha para em 2020 abrir um pronto-atendimento no bairro Santa Terezinha.

“Ainda temos para fazer a ampliação da unidade do Santa Terezinha, daí teríamos três portas-abertas para o pronto atendimento no município, que com certeza é nosso grande problema”, comentou Ari Vechi.

“A população tem crescido e há necessidade do aumento do atendimento médico e no futuro há possibildade do atendimento direto no pronto-socorro do Hospital Dom Joaquim”, explicou o prefeito Jonas Paegle.

Foto: SECOM – Secretaria Municipal de Comunicação Social.

Últimas postagens

Publicidade
WhatsApp chat