Novo diretor e vice-diretor clínicos do Hospital Azambuja são empossados

Dr. Osvaldo Quirino de Souza e Dr. Charles Machado estão à frente dos cargos, até outubro de 2021

Outras notícias da semana

O Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux – Hospital Azambuja, empossou na noite de quarta-feira, 23 de outubro, o novo diretor clínico da instituição, Dr. Osvaldo Quirino de Souza, e o vice-diretor clínico, Dr. Charles Machado. A solenidade de posse ocorreu durante a Missa de Ação de Graças, realizada no Santuário de Azambuja, presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Florianópolis, Dom Wilson Tadeu Jönck, que também celebrou o Dia do Médico.

Durante a homilia, Dom Wilson falou sobre a importância do papel dos médicos, em especial no atendimento aos enfermos e em relação a Deus. “Somos administradores das coisas de Deus e isso nos dá dignidade. Ele é o autor da vida e nos concede ela para administrarmos. Da mesma forma os médicos são administradores da vida de seus pacientes e é necessário sabedoria, amor, dedicação e disposição para isso. E ter essa capacidade, de administrar a vida de alguém, a saúde de alguém, é o que dá dignidade a um médico. Ou seja, somos administradores quando agimos na graça de Deus e desta forma alcançamos a plenitude. Que Deus sempre lhes conceda o gosto e a graça em serem bons administradores”, enalteceu.

Em seguida, foi feita a leitura do termo de posse dos médicos. A missa foi concelebrada pelos padres Nélio Roberto Schwanke, Alvino Introvini Milani e Paulo Stippe Schmitt.

Expectativas

Em seu discurso, Dr. Osvaldo relembrou sua trajetória e envolvimento com o Hospital Azambuja, desde que chegou em Brusque, na década de 1990. “O Hospital Azambuja é a minha segunda casa. Estou muito feliz em assumir a direção clínica, que é um cargo honorífico, algo que se conquista realmente ao longo dos anos, pelo esforço e dedicação e encaro a posse deste cargo como uma forma de reconhecimento do meu trabalho. Espero poder contar com o apoio da diretoria administrativa e técnica para podermos edificar um grande trabalho em prol do hospital, que irá resultar em um bem para toda a comunidade”, comentou Dr. Osvaldo.

Após a missa foi realizado um jantar comemorativo, que celebrou não apenas a posse dos novos diretor e vice-diretor, mas também a passagem do Dia do Médico.

O diretor clínico destacou ainda a realização do curso de Medicina da Unifebe, do qual atua como coordenador, e que cada vez mais trará resultados positivos à comunidade de Brusque. “A universidade tem contribuído muito para a graduação, incentivando a contratação de professores dos mais altos níveis, aquisição de materiais tecnológicos e inovadores, visando sempre a melhor qualidade de ensino. Prezamos pela prática aliada à teoria, o contato com o hospital e a comunidade desde o início do curso, e o nosso sonho é transformar o Hospital Azambuja em um ‘hospital-escola’, onde não haja só o ensino, mas que dentro de alguns anos se possa também realizar a pesquisa médica”, complementou.

O vice-diretor clínico, Dr. Charles Machado deixa o cargo de diretor após dois mandatos consecutivos e falou sobre a nova gestão e as expectativas para a mesma. “Fico muito feliz em transmitir o cargo ao Dr. Osvaldo, que conheço há 25 anos, e que é um excelente profissional, altamente competente. É uma satisfação ele ter sido eleito pelos colegas médicos, oferecendo a sua dedicação e experiência ao hospital, para continuar os trabalhos que temos feito nesses últimos dois mandatos. Acredito que com a ajuda de todos os colegas, do corpo clínico, da direção, da direção técnica, da administração, conseguimos colocar em prática muitas coisas positivas dentro da instituição”, comentou.

Dr. Charles relembrou ainda algumas ações e conquistas nos últimos quatro anos em que esteve à frente do cargo. “Estabelecemos rotinas, fizemos protocolos, realizamos o 1º Congresso Médico de Brusque, a Jornada em Gestão de Saúde e também um debate de Judicialização em Saúde, que reuniu diversas autoridades da cidade e do estado. Então, em termos científicos, evoluímos muito, no sentido da parceria e envolvimento dos médicos, o que foi uma situação ímpar. Além disso, todos os investimentos que estão sendo feitos, com os equipamentos novos, sem dúvida irão transformar a instituição em um outro patamar, tanto no potencial de atendimento como de qualidade nos serviços prestados pelo hospital”, completou.

Quatro décadas

Após a missa foi realizado um jantar comemorativo, na Sociedade Esportiva Bandeirante, que celebrou não apenas a posse dos novos diretor e vice-diretor, mas também a passagem do Dia do Médico – 18 de outubro. Na oportunidade, como forma de reconhecer o trabalho desses profissionais o Hospital Azambuja homenageou seis médicos, que há mais de 40 anos atuam e atuaram na instituição e fazem parte da história da unidade hospitalar e da comunidade de Brusque. Foram homenageados na oportunidade: Dr. Jonas Oscar Paegle, também prefeito de Brusque; Dr. Adail Japy Lira; Dr. Emilio Luis Niebuhr, representado por sua filha, Eugênia Regina Niebuhr Loos; Dr. Edson Manoel Da Silva; Dr. Adilson Schaefer; e Dr. Ademar Aureliano Duarte, representado pelo administrador do hospital, Evandro Roza.

Dr. Jonas Oscar Paegle falou em nome dos homenageados, e em seu discurso relembrou sua trajetória profissional, bem como a evolução do hospital e dos serviços e atendimentos prestados à comunidade.

“Hoje o Hospital Azambuja é regional, e é uma referência, o que muito nos orgulha. Sem dúvida fico muito feliz por esse reconhecimento e pelo hospital ter contribuído para a execução e evolução do nosso trabalho, nas mais variadas especialidades. Poder ver os novos investimentos na instituição e também o curso de Medicina da Unifebe, onde temos médicos residentes em nossa cidade, é outro grande passo, pois com esses profissionais aqui, se dedicando para a comunidade, é possível termos uma melhor qualidade de vida para a nossa população. Muito obrigada e que possamos continuar exercendo nossa atividade com ética e dedicação”, declarou o prefeito.

Para o administrador do Hospital Azambuja, Evandro Roza, o evento foi um momento oportuno para celebrar a posse dos novos diretores clínicos e homenagear aos médicos que há quatro décadas ou mais se dedicam à unidade hospitalar. “Acredito que nesta nova era do Hospital Azambuja, o diretor clínico tem um papel fundamental, na relação entre administração e corpo clínico, e sem dúvida o Dr. Osvaldo foi a pessoa ideal para este cargo, ao lado do Dr. Charles, que irá dar continuidade, como vice, aos trabalhos. Aproveitamos o momento da posse para realizarmos as homenagens e para o hospital é uma grande honra ter em sua história e em seu corpo clínico médicos tão experientes e renomados como os homenageados da noite”, afirmou.

SourceRedação

Últimas postagens

Publicidade
WhatsApp chat