Procuradoria destaca processo que constatou irregularidades no fornecimento de cestas básicas

Procuradoria do Município destaca processo administrativo que constatou irregularidades no fornecimento de cestas básicas

Outras notícias da semana

UNIFEBE contrata estagiários para atuar no IGP e IML de Brusque

O Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE) está com processo seletivo em aberto para contratação de estagiários, para atuar no Instituto Médico Legal (IML) e...

Incêndio destrói veículo no bairro São Luiz

O Corpo de Bombeiros combateu um incêndio em veículo na madrugada desta quarta-feira, 20. O sinistro foi registrado por volta das 0h15min, na Rua...

Obras da rua Prefeito Carlos Boos, no Aymoré, devem iniciar na próxima semana

A partir da próxima semana, conforme as condições climáticas, as obras da principal via do bairro Aymoré devem iniciar. A previsão de início dos...

Diretor e coordenador da Defesa Civil destacam trabalhos dos últimos dias em Brusque

A Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de Brusque está monitorando a situação das chuvas na cidade. Nas últimas horas os profissionais estão monitorando...

Na tarde de segunda-feira, 19, uma coletiva de imprensa marcada pela Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Brusque trouxe à tona processo administrativo por parte da Procuradoria Geral do Município que identificou após denúncias irregularidades no fornecimento de Cestas Básicas para a Secretaria de Assistência Social e Habitação.

Participaram da coletiva Dr. Edson Ristow, Procurador Geral do Município e Willian Molina, Secretaria de Governo e Gestão Estratégica, que esclareceram a detecção através de denúncias anônimas e acompanhamento do Observatório Social de Brusque de inconformidades nos itens que compõem as cestas básicas a partir da aferição por parte da Controladoria do Município.

O enclave originou-se a partir da descrição de um dos itens (farinha de milho fino) e a partir daí se constatou divergências outras, cuja amostras em diversas cestas entregues não estavam na conformidade do Termo de Referência tanto em relação a qualidade quanto a qualidade e mais, numa segunda amostragem se constatou a falta de produtos, e numa terceira conferência, ficou constatado também a prática sistemática de entrega de cestas com conteúdo diferente, com quantidade menor do que descrito nas ordens de compra, além disso, as notas fiscais, inclusive as já liquidadas e pagas, apresentavam discrepâncias em relação a quantidade e tipos de produtos.

Com a evolução do procedimento investigativo, também se constatou que no dia 04 de outubro de 2019, a empresa Distribuidora de Alimentos BV Limitada se fez presente no paço municipal às 5 horas da manhã fora do expediente e utilizando de veículo de cargas Furgão, promoveu o recolhimento de cestas básicas, argumentando com o vigilante patrimonial que se tratava de recolhimento e substituição de cestas com prazo de vencimento ultrapassado.

Na ocasião esteve presente o fiscal de contrato, da Secretaria Social, Gabriel Carlos Booz, que inquiriu, logo após sobre os fatos informando estar tudo regular e que o deposito não havia sofrido modificação fática, apesar do Controle e testemunhas terem apurado o contrário.

Diante dos fatos restou presumir de que a empresa fornecedora agindo com informações privilegiadas e em conluio com o agente interno, tentou frustrar o resultado investigativo, substituindo as cestas básicas fraudadas e já periciadas.

Como ação o fato ilícito gerou a suspensão do serviço enquanto os procedimentos são adotados além da exoneração de um servidor em cargo de confiança que atuava como fiscal.

ENTREVISTA

De acordo com o procurador geral, a decisão de comunicar o caso foi uma forma de tranquilizar a população. “Para que a comunidade fique tranquila com a certeza que nenhuma transação seja feita fora da lei”.

Entrevista com Dr. Edson Ristow, Procurador Geral do Município.

A tendência, segundo o secretário Molina é que os usuários do serviço não sejam prejudicados com a suspensão da empresa ganhadora do processo licitatório. De acordo com ele, durante as investigações e, enquanto uma nova contratação é feita, há a possibilidade do município fazer a compra com dispensa de licitação de produtos em falta. Molina também comentou a decisão de apresentar as informações para comunidade através da imprensa, mesmo correndo risco de interpretações equivocadas e prejuízo políticos aparentes.

Entrevista com Willian Molina, secretário de Gestão e Governo.

SourceRedação

Últimas postagens

Hospital Azambuja divulga nota de pesar pelo falecimento do Dr. Lira

É com profunda tristeza que o Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux – Hospital Azambuja lamenta o falecimento do médico Adail Japy Lira, aos 77...

Homem fica ferida após colisão de carro em poste em Águas Claras

Uma colisão de um veículo em um poste da rede pública de energia deixou um homem de 34 anos ferido. O acidente ocorreu na...

Brusque registra 96 casos de Covid-19 nas últimas 24h; Em Guabiruba foram quatro

O novo boletim epidemiológico, divulgado neste sábado (23), aponta que Brusque tem 15.208 casos confirmados de Covid-19. Nas últimas 24 horas foram registrados 96...

IPTU pode ser emitido na escola Arthur Wippel até a próxima sexta-feira

A Prefeitura de Guabiruba informa que a escola Arthur Wippel, como ponto de emissão das guias do IPTU, estará em funcionamento até a próxima...

Pronegócio encerra com a marca de mais de 700 mil peças vendidas

Mais de 700 mil peças foram vendidas na 54ª Pronegócio, realizada pela Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região (AmpeBr). O...
Publicidade
WhatsApp chat