Balneabilidade apresenta melhora no litoral catarinense, diz IMA

Publicidade
Utilidade pública

O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA) divulga o relatório de balneabilidade referente a coletas realizadas de 09 a 13 de dezembro. De acordo com a nova pesquisa, 82,1% dos pontos analisados estão próprios para banho no litoral catarinense, o que representa uma leve melhora com relação ao monitoramento da semana anterior que apontava 79,5% dos pontos adequados para mergulho.

Em Florianópolis, das 85 áreas onde há coleta, em 69 os banhistas podem entrar na água, o que significa 81,2%. No restante do litoral, de 144 pontos vistoriados, em 119 recomenda-se o banho de mar. Com relação ao relatório anterior, nove pontos passaram da condição de impróprio para próprio e três pontos de próprio para impróprio.

As amostragens e ensaios são efetuados nos municípios de Araranguá, Bal. Arroio do Silva, Bal. Gaivota, Bal. Camboriú, Bal. Rincão, Barra Velha, Biguaçu, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Gov. Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Balneário Piçarras, Porto Belo e São José.

Nesta semana o IMA apresentou, durante o lançamento do Verão Santa Catarina, as novas placas de balneabilidade. Com design mais moderno e atrativo, a sinalização indica se o ponto está próprio ou impróprio para banho de mar.

Além das placas nas praias, os banhistas podem conhecer a condição de cada praia por meio do aplicativo Praia Segura e também do site balneabilidade.ima.sc.gov.br onde é possível obter informações adicionais como histórico, quantidade de coliformes fecais encontrados, temperatura da água, situação do clima durante a coleta, entre outros.

Durante a alta temporada, de novembro a março, a pesquisa de balneabilidade é realizada todas as semanas e divulgada às sextas-feiras. 

Publicidade
Últimas notícias

272º Óbito relacionado ao Coronavírus

A cidade de Brusque registrou, nas últimas horas, o óbito de número 272 associado ao coronavírus. Trata-se de um...
Publicidade
WhatsApp chat