Limite de juros para cheque especial começa a valer hoje

Bancos não poderão cobrar taxas superiores a 8% ao mês

Outras notícias da semana

Defesa Civil de Brusque atualiza situação das chuvas

A Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de Brusque atualizou, às 17h desta quinta-feira (21), o número de ocorrências atendidas no município em função...

Incêndio em garagem mobiliza Corpo de Bombeiros no Poço Fundo

O Corpo de Bombeiros atendeu uma ocorrência de incêndio em garagem no início da tarde desta quinta-feira (21), em Brusque. O caso foi registrado...

Vice-Prefeito de Brusque, Gilmar Doerner, e secretário de Desenvolvimento Social realizam visita técnica em Blumenau

O vice-prefeito de Brusque, Gilmar Doerner, e o secretário Municipal de Desenvolvimento Social, Jocimar dos Santos, realizaram uma visita técnica na Secretaria Municipal de...

Brusque registra 101 novos casos de coronavírus nas últimas 24h

Brusque registrou 101 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas. Neste dia 19 de janeiro foram contabilizados 15.003 notificados, sendo 404 ativos e...

Modalidade de crédito com taxas que quadruplicam uma dívida em 12 meses, o cheque especial terá juros limitados a partir de hoje (6). Os bancos não poderão cobrar taxas superiores a 8% ao mês, o equivalente a 151,8% ao ano.

A limitação dos juros do cheque especial foi decidida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) no fim de novembro. Os juros do cheque especial encerraram novembro em 12,4% ao mês, o que equivale a 306,6% ao ano.

Ao divulgar a medida, o Banco Central (BC) explicou que o teto de juros pretende tornar o cheque especial mais eficiente e menos regressivo (menos prejudicial para a população mais pobre). Para a autoridade monetária, as mudanças no cheque especial corrigirão falhas de mercado nessa modalidade de crédito.

Conforme o BC, a regulamentação de linhas emergenciais de crédito existe tanto em economias avançadas como em outros países emergentes. Segundo a autoridade monetária, o sistema antigo do cheque especial, com taxas livres, não favorecia a competição entre os bancos. Isso porque a modalidade é pouco sensível aos juros, sem mudar o comportamento dos clientes mesmo quando as taxas cobradas sobem.

Tarifa

Para financiar em parte a queda dos juros do cheque especial, o CMN autorizou as instituições financeiras a cobrar, a partir de 1º de junho, tarifa de quem tem limite do cheque especial maior que R$ 500 por mês. Equivalente a 0,25% do limite que exceder R$ 500, a tarifa será descontada do valor devido em juros do cheque especial.

Cada cliente terá, a princípio, um limite pré-aprovado de R$ 500 por mês para o cheque especial sem pagar tarifa. Se o cliente pedir mais que esse limite, a tarifa incidirá sobre o valor excedente. O CMN determinou que os bancos comuniquem a cobrança ao cliente com 30 dias de antecedência.

Fonte: Agência Brasil

SourceRedação

Últimas postagens

Boletim epidemiológico de domingo, 24 de janeiro

A cidade de Brusque registrou 20 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas. É o que aponta o mais recente boletim epidemiológico divulgado...

Hospital Azambuja divulga nota de pesar pelo falecimento do Dr. Lira

É com profunda tristeza que o Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux – Hospital Azambuja lamenta o falecimento do médico Adail Japy Lira, aos 77...

Homem fica ferido após colisão de carro em poste em Águas Claras

Uma colisão de um veículo em um poste da rede pública de energia deixou um homem de 34 anos ferido. O acidente ocorreu na...

Brusque registra 96 casos de Covid-19 nas últimas 24h; Em Guabiruba foram quatro

O novo boletim epidemiológico, divulgado neste sábado (23), aponta que Brusque tem 15.208 casos confirmados de Covid-19. Nas últimas 24 horas foram registrados 96...

IPTU pode ser emitido na escola Arthur Wippel até a próxima sexta-feira

A Prefeitura de Guabiruba informa que a escola Arthur Wippel, como ponto de emissão das guias do IPTU, estará em funcionamento até a próxima...
Publicidade
WhatsApp chat