Delegado e Deputado Estadual Ulisses Gabriel conhece a demanda da 17ª Delegacia Regional

Delegado e Deputado Estadual Ulisses Gabriel conhece a demanda da 17ª Delegacia Regional

Publicidade
Utilidade pública

Nesta sexta-feira, 6 de março, a região de Brusque recebeu a visita do delegado e Deputado Estadual Ulisses Gabriel, que substitui temporariamente o Deputado Milton Hobus (PSD), que requereu licença, na Assembleia legislativa de Santa Catarina (Alesc).

O deputado cumpre agenda em várias regiões do Estado para conhecer as demandas das Regiões e, também, para falar sobre Segurança Pública e Previdência. Ele assumiu a cadeira legislativa dia 19 de fevereiro e é o segundo suplente do PSD, que conquistou 28.183 votos nas eleições de 2018.

Em entrevista ao Jornal da Diplomata, o deputado destaca que esta é a primeira vez que assume uma atividade política e comenta sobre sua agenda em Brusque e região. “Nunca imaginei que algum dia seria político. Muito menos que concorreria às eleições e que seria deputado. Nasci em Turvo, uma cidade muito pequena do Sul do estado, com doze mil habitantes. Virei delegado aos 24 anos de idade e sempre pautando minha atuação na questão de combate ao crime. Nunca imaginei que seria político, porque sempre fui um técnico da segurança pública e resolvei ser um delegado de polícia porque sofri violência doméstica em casa e sofríamos em casa, meu pai era alcóolatra. Hoje ele não bebe mais e ele e minha mãe ainda estão juntos”, comentou o delegado.

O deputado cumpre agenda em várias regiões do Estado para conhecer as demandas das DRPs e falar sobre Segurança pública e previdência. (Foto: Diplomata FM)

Recepção em Brusque

O deputado Ulisses foi recepcionado em Brusque pelo chefe da 17ª Delegacia Regional de Polícia Civil, Dr. Fernando de Faveri, e pelos delegados responsáveis pelas especializadas da Comarca.

Para de Faveri, é sempre pertinente a abertura de debate para além dos órgãos de segurança pública, em âmbito legislativo. “Colocamos na pauta as questões da segurança pública. Temos inúmeros pleitos na Segurança Pública, há uma academia de polícia em andamento, nossos índices de letalidade são muito bons, esse ano, por exemplo, não tivemos nenhum homicídio até o momento, e já entramos no mês de março. Porém, isso não pode cria ruma falsa percepção de que não precisamos de reforço de todas as espécies, não obstante os nossos bons dados estatísticos”, destacou o delegado, que afirmou, ainda, que junto ao deputado foram atualizados assuntos de interesse da segurança pública, de interesse geral dos delegados e da polícia como um todo, mais especificamente da Polícia Civil, com a nova atuação do deputado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Na foto os delegados Ricardo Marcelo Casarolli, Fernando de Faveri, Ulisses Gabriel e Artur José Regis Neto. (Foto: Diplomata FM)

O assunto será repercutido em próximas edições do Jornal da Diplomata, com entrevistas realizadas pela reportagem.

Publicidade
Últimas notícias

Dois apostadores dividem prêmio da Mega-Sena

Duas apostas acertaram as seis dezenas do concuros 2.410 da Mega-Sena, sorteadas pela Caixa na noite de sábado (18)...
Publicidade
WhatsApp chat