Coronavírus em SC: Governo do Estado confirma 28 casos de Covid-19

No total, 12 municípios têm registro de pacientes com Covid-19: Florianópolis (8), Balneário Camboriú (4), Braço do Norte (4) Rancho Queimado (2) Joinville (2), Tubarão (2), São José (1) Criciúma ( 1), Pomerode (1), Jaraguá do Sul (1), Imbituba (1) e Itajaí (1).

Publicidade
Utilidade pública

O secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, destacou que a preocupação atual não é o município ou bairro de origem, mas que todos os catarinenses entendam que é momento de ficar em casa e evitar exposição a ambientes externos. Ele afirma que todas as regiões estão propensas à transmissão comunitária, mas que o esforço individual pode surtir um efeito coletivo que dificulta o contágio.

Os sete novos casos foram confirmados pelos exames feitos no Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (Lacen). (Foto: Divulgação / Governo SC)

Como há casos de transmissão comunitária, quando a origem do contágio não é identificada, o Estado atua com ações para emergência em saúde pública (nível 3). Para evitar aglomerações no território catarinense, o governador Carlos Moisés acrescentou medidas na quinta-feira, 19, ao decreto que determina restrições para circulação de pessoas no Estado. As novas ações proíbem a permanência de pessoas em espaços públicos, como parques e praias, e o ingresso e circulação de veículos fretados ou transporte de passageiros no estado.

O Governo de Santa Catarina confirmou 28 casos do novo coronavírus em Santa Catarina na manhã desta sexta-feira, 20. No total, 12 municípios têm registro de pacientes com Covid-19: Florianópolis (8), Balneário Camboriú (4), Braço do Norte (4) Rancho Queimado (2) Joinville (2), Tubarão (2), São José (1) Criciúma ( 1), Pomerode (1), Jaraguá do Sul (1), Imbituba (1) e Itajaí (1).

Os sete novos casos foram confirmados pelos exames feitos no Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (Lacen). Além disso, Santa Catarina investiga outros 273 casos em todas as regiões do Estado. O número é o mesmo em relação ao boletim da noite de quinta-feira, 19.

Governo fecha divisas com PR e RS para veículos de transporte coletivo e proíbe a permanência de pessoas em praias e parques

O governador Carlos Moisés emitiu novo decreto nesta quinta-feira, 19, com mais duas restrições para evitar a aglomeração de pessoas em Santa Catarina. A ação faz parte de um conjunto de iniciativas do Executivo estadual para tentar conter a propagação do novo coronavírus. As novas medidas proíbem a circulação e ingresso de veículos de fretamento e transporte coletivo, público ou privado, de passageiros no Estado, além da concentração e permanência de pessoas em espaços públicos de uso coletivo, a exemplo de parques, praças e praias.

Este novo documento altera o decreto anterior, uma vez que a intenção do Estado é centralizar todas as medidas em um único ofício. Em entrevista à imprensa concedida de forma online, o governador Carlos Moisés e o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, ressaltaram que o número de casos confirmados em Santa Catarina triplicou em três dias, saltando de 7 para 21, e por isso existe a necessidade de medidas mais duras para bloquear este crescimento.

“Temos pesquisa que mostram que em locais onde essas medidas de restrição não foram feitas, o vírus se propagou muito mais rapidamente. Fazemos um apelo à população: só as medidas do Governo não adiantam se não contamos com a boa vontade das pessoas. Precisamos ter a parceria do público. Esse é um ato de responsabilidade para mitigarmos o efeito dessa pandemia”, destacou o governador.

O secretário da Saúde também salientou que o Estado está tomando medidas para a proteção e treinamento dos profissionais da área da saúde, como a aquisição de testes rápidos, que em breve deverão ser disponibilizados. Estes testes serão realizados nos profissionais da saúde e naqueles que estão mais expostos a riscos às situações de contágio, como bombeiros e policiais. Os testes também serão usados para a detecção de pacientes que estiverem em situação grave.

Portaria delimita produção mínima industrial na região Sul

O Governo do Estado também emitiu uma nova portaria para delimitar que apenas as indústrias das regiões onde há transmissão comunitária devem continuar a operar, obrigatoriamente, a operar em sua capacidade mínima necessária. No atual momento, apenas a região Sul de Santa Catarina, com seus 45 municípios, possui esse tipo de restrição. Nas demais regiões, o Governo recomenda que se reduza também o número de trabalhadores em operação ao mínimo necessário. A prioridade, dentro de Santa Catarina, é seguir com a produção de alimentos, medicamentos, insumos da área médica e para abastecimento de água e energia. 

O documento também autoriza serviços de manutenção corretiva em elevadores em geral. No caso de elevadores utilizados em unidades que prestam serviços essenciais, tais como hospitais, também estão autorizados serviços de prevenção.

Publicidade
Últimas notícias

Prefeitura esclarece que segue as orientações da Câmara Técnica do Estado sobre suspensão das vacinas em adolescentes

Em relação a orientação do Ministério da Saúde para que sejam suspensas as vacinas em adolescentes de 12 a...
Publicidade
WhatsApp chat