Sancionada Lei para contratação de servidores da saúde sem concurso

Outras notícias da semana

UNIFEBE promove gincana virtual com terceirões de Brusque e região

Em uma semana os estudantes do 3º ano do Ensino Médio das escolas de Brusque e região serão desafiados a pôr à prova a...

Brusque é derrotado pelo Tombense, em Minas Gerais

O Brusque foi à Tombos, em Minas Gerais, para enfrentar o Tombense pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Brusque começou pressionando, logo aos três...

Polícia Militar aborda veículo e apreende drogas e munições

A Polícia Militar apreendeu drogas e munições durante abordagem de um veículo na rodovia Antônio Heil, por volta das 18h40, nas imediações do bairro...

Aposta de Ribeirão Preto acerta as seis dezenas da Mega-Sena

Uma aposta de Ribeirão (SP) acertou as seis dezenas da Mega-Sena e vai receber o prêmio de R$ 76.128.023,58 milhões. O sorteio foi realizado no...

O prefeito Jonas Paegle sancionou na tarde desta segunda-feira (27) a Lei  4.289, que dispõe sobre a contratação por tempo determinado de servidores da área da saúde, para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, por conta da pandemia de Coronavírus (Covid 19).

“Estamos nos isentando da manutenção de concursos, mas são todos profissionais que serão contemplados para a área da saúde, nos pontos específicos os quais pretendemos. Por exemplo, a contratação de pessoal como agentes da Vigilância Sanitária. É extremamente importante contratar de imediato. Estamos pensando em 30 novos agentes da saúde para nos dar fôlego no cumprimento do nosso dever na manutenção da ordem, em termos de higiene respiratória: distanciamento, uso de máscara, uso de álcool em gel. Para tudo isso, nós precisamos de pessoal”, explica o secretário da Saúde, Humberto Fornari.

Segundo ele, muitos servidores estão pedindo afastamento para cuidar dos filhos, visto que neste momento as aulas presenciais estão suspensas. “Sabemos que as crianças não podem ficar sozinhas e abandonadas. Isso é uma função também da saúde pública: garantir que essas crianças se mantenham próximas de um adulto responsável. Entendemos que é um direito das crianças e um dever da Secretaria da Saúde afastar esses servidores”, ressalta. 

Para o prefeito, a sanção da Lei é importante porque vivemos uma época de pandemia. “Brusque também foi atacada pelo vírus. Temos vários casos, algumas internações, inclusive em UTI. Tivemos que fazer um centro de triagem no Pavilhão da Fenarreco e montar as barreiras epidemiológicas nos acessos a Gaspar, Nova Trento e Itajaí. Precisamos de mais funcionários, inclusive porque aqueles com mais de 60 anos precisaram ficar em quarentena”, comenta Paegle.

Para aprovação da referida Lei, o Executivo contou com apoio da Câmara de Vereadores. “O Legislativo entendeu  realmente o momento que estamos vivenciando e a necessidade de agilidade do ponto de vista de contratação imediata de servidores”, avalia Fornari.

Últimas postagens

Médico Phelipe de Souza comenta sobre a segunda onda da Covid-19

O médico alergista e imunologista Phelipe de Souza falou ao Jornal da Diplomata na manhã desta quinta-feira, 26, sobre os impactos da segunda onda...

Posse da nova diretoria da RFCC e também evento realizado pelo Rotary foram destaques do Jornal da Diplomata

Na manhã desta quinta-feira, 26, o Jornal da Diplomata repercutiu a eleição da nova diretoria da Rede Feminina de Combate Câncer de Brusque (RFCC)....

Manhã Mais – sorteio de 26 de novembro.

Uma spa dos pés da Pró Pé Podologia. Especializada em conforto e cuidados dos pés. Podólogos qualificados, produtos específicos para a saúde dos pés....

Brusque registra mais um óbito por Covid-19

Trata-se de um mulher de 57 anos, moradora do bairro Steffen. O início dos sintomas foi em 4 de novembro. No dia 6 ela...

COVID-19: Boletim epidemiológico de 25 de novembro

Brusque registrou nas últimas 24 horas 213 novos casos de Covid-19. Agora, a cidade conta com 8.179 pessoas que já contraíram a doença. Deste...
Publicidade
WhatsApp chat