Anvisa aprova testes rápidos para covid-19 em farmácias

Outras notícias da semana

Dois capotamentos na ligação entre Brusque e Nova Trento mobilizam Corpo de Bombeiros e PRE

O Corpo de Bombeiros foi acionado para um capotamento de veículo na rodovia Gentil Batisti Archer (SC-108), trecho de ligação entre os municípios de...

Homem embriagado é detido após agredir esposa e ameaçar a filha com martelo

Um homem de 32 anos foi detido após agredir a companheira e amaçar a filha de oito anos. A ocorrência foi registrada por volta...

Retorno às aulas presenciais na região é tema de reunião

Na tarde desta terça-feira (24) foi realizada no gabinete do prefeito Jonas Paegle uma reunião para discutir o cenário para retorno das aulas presenciais...

Samae informa falta de água em diversos bairros nesta terça-feira (24)

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Brusque (Samae) informa que o abastecimento de água para diversos bairros do município será comprometido,...

A diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou hoje (28) a aplicação de testes rápidos para a detecção do novo coronavírus (covid-19) em farmácias. Com a decisão, a realização deixará de ser feita apenas em ambiente hospitalar e clínicas das redes públicas e privadas.

“O aumento [dos testes] será uma estratégia útil para diminuir a aglomeração de indivíduos [em hospitais] e também reduzir a procura dos serviços médicos em estabelecimento das redes públicas”, disse o diretor presidente substituto da Anvisa, Antonio Barra Torres.

As farmácias não serão obrigadas a disponibilizar o teste. O estabelecimento que optar pelo procedimento deverá ter profissional qualificado para realizar do exame.

A realização dos exames não servirá para a contagem de casos do coronavírus no país. Em seu voto, Barra Torres, que foi o relator do processo, destacou ainda que o teste não terá efeito de confirmação do diagnóstico para o coronavírus, uma vez que há a possibilidade de o teste apontar o chamado “falso negativo”, quando o paciente é testado ainda nos primeiros dias de sintomas.

“Os testes imunocromatográficos não possuem eficácia confirmatória, são auxiliares. Os testes com resultados negativos não excluem a possibilidade de infecção e os positivos não devem ser usados como evidência absoluta de infecção, devendo ser realizados outros exames laboratoriais confirmatórios”, disse.

A liberação dos testes rápidos em farmácias enfrentava resistências, devido a questões sanitárias e ligadas também à eficácia dos exames. Ao comentar a aprovação da realização dos testes em farmácias, Barra Torres lembrou que esses testes vêm sendo feitos por determinação de alguns governos locais.

A liberação desses testes será temporária e deve permanecer no período de emergência de saúde pública nacional decretado pelo Ministério da Saúde em 4 de fevereiro deste ano.

Últimas postagens

Brusque registra o 65º óbito relacionado a Covid-19

Brusque registra o 65º óbito relacionado a Covid-19 A Vigilância em Saúde informa o 65º óbito por Covid-19 em Brusque. Trata-se de uma mulher, de...

Governador anuncia reativação de 205 leitos de UTI para tratamento de Covid-19 em SC

Em webconferência com presidentes de associações e diretores de hospitais filantrópicos, o chefe do Executivo estadual garantiu o repasse de R$ 44 milhões, até...

Homem embriagado é detido após agredir esposa e ameaçar a filha com martelo

Um homem de 32 anos foi detido após agredir a companheira e amaçar a filha de oito anos. A ocorrência foi registrada por volta...

Dois capotamentos na ligação entre Brusque e Nova Trento mobilizam Corpo de Bombeiros e PRE

O Corpo de Bombeiros foi acionado para um capotamento de veículo na rodovia Gentil Batisti Archer (SC-108), trecho de ligação entre os municípios de...

Eleitores de 57 cidades voltam às urnas neste domingo no segundo turno

Após o resultado do primeiro turno das eleições municipais, ocorrido no último dia 15, eleitores de 57 cidades brasileiras irão retornar às urnas hoje...
Publicidade
WhatsApp chat