Em pouco mais de três meses 20 casos autóctones de dengue são registrados

Outras notícias da semana

Confira o boletim epidemiológico da dengue desta terça-feira (23)

Brusque segue com três casos positivos de dengue, todos autóctones, contraídos na própria cidade. Há um caso em investigação. Quanto ao número de focos,...

Veículo capota no bairro Pomerânia em Guabiruba

O serviço de segurança da cidade de Guabiruba atendeu na madrugada deste sábado, 20, um capotamento de veículo na Rua Pomerânia, bairro do mesmo...

Havan esclarece que helicóptero que foi flagrado realizando manobras perigos, não pertente a empresa

Nota de esclarecimento da assessoria da Havan Em relação a um vídeo que está circulando nas redes socais, a Havan esclarece que este helicóptero não...

Prefeitura de Brusque apresenta ações da vacinação da Covid-19

Prefeitura de Brusque apresenta ações da vacinação da Covid-19 Até o momento foram aplicadas 3mil 556 da 1ª dose e 791 da 2ª dose, com...

Brusque já soma 36 casos confirmados de dengue, sendo que destes, 20 são autóctones (contraídos no próprio município). Os bairros com maior número de focos do mosquito Aedes aegypti são Santa Rita (108), Centro (74) e Santa Terezinha (60).

Há casos autóctones em nove bairros diferentes, um aumento exponencial em pouco mais de três meses. O primeiro caso contraído no município foi registrado em fevereiro, no bairro Steffen. Agora, São Pedro, Limeira, Santa Rita, Santa Terezinha, São Luiz, Limoeiro e Azambuja já possuem pessoas infectadas.

“Estamos muito preocupados com este número. Pois nosso município tinha casos confirmados, mas sempre importados. A maioria destes casos é no Santa Rita, que provavelmente será considerado infestado no próximo mês. Pedimos que as pessoas atendam nossos agentes de endemias, deixem que eles façam vistoria, para que possamos combater o mosquito”, esclarece a coordenadora do Programa de Combate a Endemias, Letícia Figueredo.

Em todos os locais foi aplicado o inseticida Malathion, que mata o mosquito alado; e em recipientes que encontra-se água parada que não é possível eliminação, os agentes de endemias usam o larvicida Piryproxyfen.

“Precisamos reforçar a necessidade de fazer a limpeza de nossos quintais, cuidar das calhas, fechar caixas d’água. Cuidar com vasinhos de planta, folhagens que acumulam água. Cada pessoa precisa fazer sua parte para que possamos eliminar o mosquito transmissor da dengue”, destaca o secretário de Saúde Humberto Fornari.

Últimas postagens

Covid-19: Confira o boletim epidemiológico desta quinta-feira (25)

Nas últimas 24 horas foram registrados 69 novos casos da doença O novo boletim epidemiológico, divulgado nesta quinta-feira (25), aponta que Brusque tem 17.248 casos...

Idosos acima de 80 vão poder se vacinar contra a Covid-19 neste sábado (27)

Vacinação vai ocorrer no formato drive trhu na Arena Multiuso, agendamento deve ser feito on-line A prefeitura de Brusque, por meio da Secretaria de Saúde,...

A Prefeitura de Guabiruba informa o Boletim Epidemiológico desta quinta-feira, 25

21 novos casos foram confirmados por teste Antígeno, teste rápido e em laboratório particular, sendo 11 mulheres e dez homens. Ao total, Guabiruba registra...

PPT recebe equipamentos de proteção para policiamento ostensivo

Na tarde desta quinta-feira, 25, o Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) do 18º Batalhão de Polícia Militar em Brusque, recebeu oito escudos acrílicos para...

PM recebe reforços para operação contra a pandemia em Brusque

No evento de apresentação os policiais receberam orientações de membros da Vigilância e Saúde, sobre o trabalho de fiscalização A Polícia Militar (PM) de Brusque...
Publicidade
WhatsApp chat