CDL e Sinduscon encaminham o TJ ofício sobre Registro de Imóveis

Outras notícias da semana

Motorzinho vence a 4ª etapa do Circuito Summit

O nadador Luís Fernando “motorzinho” sagrou-se campeão geral na quarta edição do Circuito Summit de travessias. As provas do final de semana foram realizadas...

PPT recebe equipamentos de proteção para policiamento ostensivo

Na tarde desta quinta-feira, 25, o Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) do 18º Batalhão de Polícia Militar em Brusque, recebeu oito escudos acrílicos para...

Motociclista fica ferido após colisão na rodovia Ivo Silveira

A Polícia Rodoviária Estadual registrou uma colisão entre carro e moto, por volta das 21h desta segunda-feira, 22. O acidente ocorreu na SC 108,...

Brusque registra 131º óbito relacionado ao Coronavírus

A Vigilância em Saúde informa um novo óbito relacionado ao Coronavírus, na cidade de Brusque (SC). O 131º óbito trata-se de um homem, 31...

A Câmara de Dirigente Lojistas de Brusque (CDL Brusque) e o Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Brusque (Sinduscon) protocolaram nesta quinta-feira, 29 de outubro, um ofício ao senhor Ricardo José Roesler, desembargador presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, solicitando atenção especial sobre o Ofício de Registro de Imóveis do município.

O documento, assinado pelo presidente da CDL, Fabricio Zen, e pelo presidente do Sinduscon, Fernando José de Oliveira, contextualiza que Brusque situa-se em 19º lugar em Santa Catarina pela taxa de crescimento médio anual, com crescimento populacional médio de 3,33% ao ano nos últimos 10 anos, segundo o SEBRAE/19.

“O PIB do município representa a 9ª economia do Estado, com crescimento de mais de 44% entre os anos de 2011 a 2016. Temos como força econômica mais de 3 mil empresas de comércio, mais de 2,6 mil empresas no ramo de serviços, mais de 2 mil indústrias e mais de 450 empresas no ramo da construção civil. Juntando com os municípios vizinhos Guabiruba e Botuverá, nossa região ultrapassa 165 mil habitantes”, destacam.

Diante deste cenário, as entidades solicitam que o Tribunal de Justiça avalie a possibilidade de instalar uma nova unidade de Registro de Imóveis em Brusque. “Sabemos que não há concorrência entre os Registros de Imóveis e que os mesmos atendem por divisão territorial. Mas acreditamos, com base nos números de nossa economia, que Brusque necessita de mais uma Serventia para atender a demanda de nossa comunidade, e agilizar o desenvolvimento de nossa região”, enfatizam os presidentes.

Últimas postagens

Covid-19: Confira o boletim epidemiológico desta quinta-feira (25)

Nas últimas 24 horas foram registrados 69 novos casos da doença O novo boletim epidemiológico, divulgado nesta quinta-feira (25), aponta que Brusque tem 17.248 casos...

Idosos acima de 80 vão poder se vacinar contra a Covid-19 neste sábado (27)

Vacinação vai ocorrer no formato drive trhu na Arena Multiuso, agendamento deve ser feito on-line A prefeitura de Brusque, por meio da Secretaria de Saúde,...

A Prefeitura de Guabiruba informa o Boletim Epidemiológico desta quinta-feira, 25

21 novos casos foram confirmados por teste Antígeno, teste rápido e em laboratório particular, sendo 11 mulheres e dez homens. Ao total, Guabiruba registra...

PPT recebe equipamentos de proteção para policiamento ostensivo

Na tarde desta quinta-feira, 25, o Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) do 18º Batalhão de Polícia Militar em Brusque, recebeu oito escudos acrílicos para...

PM recebe reforços para operação contra a pandemia em Brusque

No evento de apresentação os policiais receberam orientações de membros da Vigilância e Saúde, sobre o trabalho de fiscalização A Polícia Militar (PM) de Brusque...
Publicidade
WhatsApp chat