CDL e Sinduscon encaminham o TJ ofício sobre Registro de Imóveis

Outras notícias da semana

Secretaria da Educação de Brusque tem artigo aprovado em Congresso Internacional da Associação Brasileira de Educação a Distância

A Secretaria da Educação da Prefeitura de Brusque se destacou com um artigo aprovado no Congresso Internacional da Associação Brasileira de Educação a Distância...

CDL Brusque e Prefeitura acendem as luzes de Natal nesta sexta-feira, 04

Diferente dos anos anteriores, em 2020 a Praça Barão de Schneeburg de Brusque não terá casa do Papai Noel, para evitar aglomerações devido a...

Confira o boletim epidemiológico desta sexta-feira

A Vigilância em Saúde de Brusque registrou 283 novos casos confirmados de Covid-19 na cidade, nas últimas 24 horas. Conforme o último boletim epidemiológico...

Homem embriagado é detido após agredir esposa e ameaçar a filha com martelo

Um homem de 32 anos foi detido após agredir a companheira e amaçar a filha de oito anos. A ocorrência foi registrada por volta...

A Câmara de Dirigente Lojistas de Brusque (CDL Brusque) e o Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Brusque (Sinduscon) protocolaram nesta quinta-feira, 29 de outubro, um ofício ao senhor Ricardo José Roesler, desembargador presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, solicitando atenção especial sobre o Ofício de Registro de Imóveis do município.

O documento, assinado pelo presidente da CDL, Fabricio Zen, e pelo presidente do Sinduscon, Fernando José de Oliveira, contextualiza que Brusque situa-se em 19º lugar em Santa Catarina pela taxa de crescimento médio anual, com crescimento populacional médio de 3,33% ao ano nos últimos 10 anos, segundo o SEBRAE/19.

“O PIB do município representa a 9ª economia do Estado, com crescimento de mais de 44% entre os anos de 2011 a 2016. Temos como força econômica mais de 3 mil empresas de comércio, mais de 2,6 mil empresas no ramo de serviços, mais de 2 mil indústrias e mais de 450 empresas no ramo da construção civil. Juntando com os municípios vizinhos Guabiruba e Botuverá, nossa região ultrapassa 165 mil habitantes”, destacam.

Diante deste cenário, as entidades solicitam que o Tribunal de Justiça avalie a possibilidade de instalar uma nova unidade de Registro de Imóveis em Brusque. “Sabemos que não há concorrência entre os Registros de Imóveis e que os mesmos atendem por divisão territorial. Mas acreditamos, com base nos números de nossa economia, que Brusque necessita de mais uma Serventia para atender a demanda de nossa comunidade, e agilizar o desenvolvimento de nossa região”, enfatizam os presidentes.

Últimas postagens

Encontrada carteira com documentos.

Foi encontrada uma carteira com documentos em nome de Bruno Marques Ferreira, a mesma se encontra aqui na rádio Diplomata FM para retirada. ...

Nota da ABM Simesc sobre a COVID-19

GESTOS SIMPLES SALVAM VIDAS Após um período de redução no número de novos casos diários de infecção pelo coronavírus observado durante o mês de outubro...

Carteira com documentos perdida

Vanderlei Laurindo  perdeu a carteira com os documentos no  trajeto do Fort Atacadista, de Brusque, ao Limoeiro. Quem encontrar deverá entrar em contato através...

Confira o boletim epidemiológico desta sexta-feira

A Vigilância em Saúde de Brusque registrou 283 novos casos confirmados de Covid-19 na cidade, nas últimas 24 horas. Conforme o último boletim epidemiológico...

Dr. Osvaldo confirma ter aceitado convite para assumir Secretaria Municipal de Saúde, a partir do novo governo

O nome do médico Osvaldo Quirino de Souza foi cogitado para assumir a Secretaria Municipal de Saúde de Brusque. Nos bastidores políticos, a informação...
Publicidade
WhatsApp chat