Diretor da Secretaria de Saúde comenta novas estratégias de fiscalização nas denúncias contra a Covid-19

Outras notícias da semana

O Diretor da Secretária Municipal de Saúde, Rodrigo Cesari, esteve no Jornal da Diplomata, na manhã desta sexta-feira, 4. Diante do quadro gravíssimo para Covid-19 na Matriz de Risco, classificada pelo Governo do Estado, o município trava uma batalha diária com o aumento do número de casos e nas chamadas que envolvem a fiscalização para o cumprimento dos decretos sanitários.

De acordo com Rodrigo, houve uma reformulação na estratégia de trabalho. A sistemática tirou como foco a presença de fiscais em supermercados durante o dia, após a flexibilização do governo de não impor limite de capacidade no referido setor. Sendo assim, as equipes foram remanejadas para atuar em bares e casas noturnas.

“Estamos intensificando a fiscalização noturna em estabelecimentos, principalmente em bar e casas noturnas, até mesmo em virtude da música ao vivo (muitos locais acabam perdendo o controle), às vezes extrapolando o limite capacidade de funcionamento, muito além do permitido”, explicou.

Sobre o chamado “toque de recolher”, implementando pelo governo estadual em parceria com as vinte maiores cidades, incluindo Brusque, Cesari comentou que a fiscalização deverá ser em conjunto com a Polícia Militar.

“Penso que deve ser ação conjunta, pois só a equipe da fiscalização não tenha poder e autonomia – até pela vulnerabilidade dos fiscais – mas vamos continuar no mesmo sentido, que é o de orientar”, explicou.

O decreto do “toque de recolher” ainda será publicado pelo governo do estado, mas, na visão do diretor da Secretaria de Saúde, o propósito é de inibir as aglomerações noturnas.

“Vai servir mais para evitar o aglomero de pessoas que se encontram para beber em locais públicos”.

Entre as denúncias que chegam à Vigilância em Saúde, Rodrigo Cesari chama atenção para o alto número de queixas de pessoas diagnosticadas com Covid-19 que não respeitam o período da quarentena.

“Aumentaram consideravelmente com relação às festas particulares, mas o que tem impressionado é o número de denúncias sobre pessoas positivas descumprindo o isolamento, já fizemos a fiscalização de inúmeros casos”, destacou.

A Polícia Militar tem sido acionada para realização do termo circunstanciado, para que a pessoa responda judicialmente.

Ouça a entrevista, realizada por Sérgio Ferreira.

Entrevista com Rodrigo Cesari no Jornal da Diplomata na manhã desta sexta-feira, 4 de dezembro

Últimas postagens

Publicidade
WhatsApp chat