Reajuste do IPTU 2021 em Brusque é de 3,89%

Outras notícias da semana

Cerca de 150 profissionais do Hospital Azambuja recebem vacina contra Covid-19

Esta semana Brusque e diversas cidades brasileiras viveram um momento que ficará marcado na história: as primeiras doses da vacina Coronavac, contra a Covid-19,...

Boletim epidemiológico de domingo, 24 de janeiro

A cidade de Brusque registrou 20 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas. É o que aponta o mais recente boletim epidemiológico divulgado...

Defesa Civil de Brusque atualiza situação das chuvas

A Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de Brusque atualizou, às 17h desta quinta-feira (21), o número de ocorrências atendidas no município em função...

Alto volume de chuva interrompe três Estação de Tratamento de Água em Brusque

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque informa que a Estação de Tratamento de Água (ETA) do bairro Dom Joaquim...

A impressão dos carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU da Prefeitura de Brusque (SC) pode ser realizada a partir de 1º de fevereiro, sendo que a primeira parcela terá vencimento em 10 de março. Para 2021, o reajuste aplicado é de 3,89%, de acordo com a inflação acumulada do período anterior.

Para emitir a guia, basta o contribuinte acessar o site brusque.atende.net e clicar na opção “Emissão de IPTU”. É necessário ter em mãos o número do CPF do proprietário ou do Cadastro Imobiliário do Imóvel.

“Quem optar pelo pagamento em parcela única terá desconto de 15%. Já em 3 parcelas, o desconto será de 10%. O contribuinte que estiver com o IPTU em dia terá também um desconto de 5% no valor do imposto”, explica o diretor-geral de Tributação da Secretaria da Fazenda, Guilherme Ouriques.

De acordo com ele, em função da pandemia, a previsão de arrecadação deste ano é de aproximadamente R$ 36 milhões, como ocorreu em 2020. “Isso porque, possivelmente este ano teremos uma inadimplência maior no pagamento do IPTU por conta da pandemia. Em março, mês que vence a primeira parcela, a expectativa é para o recebimento de R$ 21 milhões”, detalha.

Vale lembrar, que o contribuinte que não realizar o pagamento do Imposto é inscrito em Dívida Ativa, que ocasiona o bloqueio da emissão de certidão negativa, caso queira participar de licitação ou outro procedimento com o município.

“A inscrição em Dívida Ativa implica ainda em eventuais cobranças, tanto administrativas quanto judiciais, que podem levar a uma restrição de crédito ou penhora de valores bancários”, completa Ouriques.

Últimas postagens

Imagens de vias do bairro Lageado Baixo atingidas pela enxurrada

Uma enxurrada atingiu várias ruas do bairro Lageado Baixo, em Guabiruba, no final da tarde e início de noite deste domingo, 24. A comunidade...

Guabiruba enfrenta situação caótica após enxurrada no Lageado Baixo

O bairro Lageado Baixo, em Guabiruba, foi fortemente atingido por uma enxurrada no início da noite deste domingo (24). A enxurrada causou e pânico...

Boletim epidemiológico de domingo, 24 de janeiro

A cidade de Brusque registrou 20 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas. É o que aponta o mais recente boletim epidemiológico divulgado...

Hospital Azambuja divulga nota de pesar pelo falecimento do Dr. Lira

É com profunda tristeza que o Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux – Hospital Azambuja lamenta o falecimento do médico Adail Japy Lira, aos 77...

Homem fica ferido após colisão de carro em poste em Águas Claras

Uma colisão de um veículo em um poste da rede pública de energia deixou um homem de 34 anos ferido. O acidente ocorreu na...
Publicidade
WhatsApp chat