Assembleia inicia negociação coletiva nas cerâmicas e olarias de Canelinha

A pauta a ser discutida envolve outros itens, que vão além do percentual de aumento nos salários

Publicidade
Utilidade pública

Os trabalhadores das cerâmicas e olarias de Canelinha começam neste final de semana a discutir a negociação coletiva e salarial 2021/2022. Uma assembleia está marcada para às 10h de domingo, dia 24, na subsede do Sindicato dos Trabalhadores (Sintricomb), que fica na Rua professor Geraldo Thomaz, 39, no Centro.

Presidente do sindicato, Izaias Otaviano explica que todas as definições acerca de percentuais de reajuste a serem solicitados aos empresários serão tomadas em conjunto com os trabalhadores na assembleia.

“Sabemos hoje quanto está o INPC e que o mercado cerâmico esta aquecido. Sabemos que houve grande reajuste nas partes dos materiais de construção. Este ano não tem como dizer que não foi um ano bom”, destaca ele.

A pauta a ser discutida envolve outros itens, que vão além do percentual de aumento nos salários. Pontos com segurança nos ambientes, horas trabalhadas, entre outros são discutidos com os empresários do setor. Todos os itens acordados integram um documento, que é a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). Ela tem força de lei, inclusive se sobressai às legislações federal ou estadual por serem fruto de acordo entre as duas partes.

Sudbsede do sindicato em Canelinha. (Foto: Divulgação/Sintricomb)

A data base, que é quando a negociação precisa estar encerrada, é 01 de fevereiro. Os valores salariais definidos no acordo entram no pagamento dos trabalhadores recebido em março.Link dowload vídeo: https://we.tl/t-1KvKppANIt

Publicidade
Últimas notícias

Prefeitura esclarece que segue as orientações da Câmara Técnica do Estado sobre suspensão das vacinas em adolescentes

Em relação a orientação do Ministério da Saúde para que sejam suspensas as vacinas em adolescentes de 12 a...
Publicidade
WhatsApp chat