Secretaria de Obras intensifica atividades após as chuvas

Equipes trabalham simultaneamente em quatro frentes: operação tapa-buraco, limpeza de bocas de lobo, roçada e conserto dos sistemas de drenagem

Outras notícias da semana

As fortes chuvas registradas em Brusque desde o dia 18 de janeiro comprometeram o cronograma de trabalho da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos de Brusque. Nesta terça-feira (26) com o tempo um pouco mais firme, as equipes trabalham em quatro frentes: operação tapa buracos, limpeza de bocas de lobo, roçada e conserto dos sistemas de drenagem.

Além disso, são atendidas ocorrências relacionadas às chuvas – repassadas pela Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de Brusque e Diretoria de Trânsito.

“Hoje conseguimos retomar as atividades normais da Secretaria de Obras, porque infelizmente tivemos um período de chuvas persistentes, que além de não permitir que nós trabalhássemos, ainda deixou muitos danos para a nossa cidade. Um exemplo é a rua da Cristalina, onde tivemos queda de diversas barreiras, sendo três de grande volume, que vamos concluir a retirada nesta tarde”, detalha o secretário Ricardo José de Souza

De acordo com ele, foi registrada também uma queda de barreira de grande monta atrás da Unidade Prisional Avançada – UPA, que será retirada pela equipe de Obras a partir do dia 27 de janeiro.

Souza comenta que uma das reclamações mais recorrentes da comunidade nos últimos dias tem relação com os buracos em vias públicas. “Por isso, iniciamos junto a outras demandas uma operação tapa-buraco. Infelizmente, as chuvas foram muito acima do normal e a Secretaria de Obras ficou com as atividades totalmente comprometidas”, afirma.

O secretário ressalta ainda, que o planejamento de trabalho da equipe de Obras para os próximos dias leva em consideração a previsão da Defesa Civil Estadual, de chuvas na região até sexta-feira (29).

“Estamos nos organizando dentro desta previsão climática e torcendo que ela não seja confirmada, pois além da Secretaria de Obras não conseguir trabalhar ela traz muitos estragos. As chuvas dos últimos dias comprometeram o nosso planejamento em 30 ou 40 dias, mas iniciamos hoje com força total. Se tudo der certo, nos próximos 10 dias vamos conseguir colocar a cidade dentro das suas atividades normais”, frisa.

Últimas postagens

Publicidade
WhatsApp chat