Defesa Civil atende 14 ocorrências, a maioria em virtude de deslizamento

Em 24h a cidade registra um acúmulo de 72mm

Publicidade
Utilidade pública

A Defesa Civil de Brusque continua monitorando as ocorrências em virtude do grande volume de chuvas, que ocorreram nos últimos dias e nesta terça-feira (12). Até o momento a entidade atendeu 14 ocorrências, seis delas para deslizamento, uma avaliação de ponte e as demais para situação de alagamento. O acumulado de chuvas é de 110mm, com referência ao bairro São Pedro, local com maior volume de chuvas.

Em 24h a cidade registra um acúmulo de 72mm, com maior volume de chuvas no bairro São Pedro, Centro e Souza Cruz. Na cidade de Guabiruba, no bairro Lajeado, o acúmulo das últimas 24h é de 154mm. Em Botuverá o acúmulo das últimas 24h é de 134mm, região das Águas Negras. Nas cabeceiras do rio Itajaí-Mirim, nas cidades de Presidente Nereu e Vidal Ramos, os volumes são baixos, menos de 30mm.

Rio Itajaí-Mirim


O coordenador da Defesa Civil de Brusque, Edevilson Cugik, falou sobre a alta do rio. “Considerando que parou a chuva e estamos recebendo a água de Botuverá, a projeção de nível é que o rio fique abaixo dos 6m 50, isso deve ocorrer nas próximas duas ou três horas,” disse.

Cugik destacou que a Defesa Civil continua monitorando o rio. “Na última medição ele estava com 5m 64cm, já fora da calha, pegando a Beira Rio embaixo da Ponte Estaiada e também a Beira Rio nas proximidades do Corpo de Bombeiros. O rio continua a subir e neste nível ele não chega a atingir nenhuma residência. Nós seguimos o monitoramento e se necessário emitiremos novos alertas,” salientou.

A população deve ficar atenta, principalmente aqueles que moram próximos à taludes e áreas de risco, por causa do risco de deslizamento, já que ocorre um período prolongado de chuva e o solo está encharcado, com isso há sempre ocorre o risco de deslizamento.

Publicidade
Últimas notícias

Brusque registra 321º óbito relacionado a Covid-19

Brusque registrou, neste sábado (16), o óbito de número 321 associado ao coronavírus. Trata-se de uma mulher de 70...
Publicidade
WhatsApp chat