ACIBr repudia decisão do Congresso Nacional em relação aos valores do Fundo Eleitoral

Publicidade
Utilidade pública

A Associação Empresarial de Brusque, Guabiruba e Botuverá (ACIBr), repudia a decisão do Congresso Nacional, que rejeitou o veto presidencial e deve aumentar o valor destinado aos partidos para o financiamento da campanha eleitoral em 2022 que, de acordo com projeções, deverá ser a mais cara já realizada no país.

A medida foi aprovada nesta sexta-feira, 17 de novembro, e estabelece que o Fundo Eleitoral, previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA), poderá chegar a 5,7 bilhões no próximo ano. Participaram da derrubada do veto partidos da base governista e, também, da oposição. Ao todo, foram 317 votos favoráveis e 146 contrários na Câmara; 53 votos a favor e 21 contrários no Senado.

A postura dos parlamentares federais, eleitos democraticamente, mostra uma completa desconexão com a realidade do próprio país e se configura como um desrespeito às empresas nacionais e seus colaboradores, que aprenderam a fazer mais, com menos recursos, e a manter o Brasil em desenvolvimento.

Rita Cassia Conti/Presidente da ACIBr

ACIBR
ACIBR
Publicidade
Últimas notícias

Receita abre consulta para lote residual de restituições na segunda

A Receita Federal vai liberar nesta segunda-feira (24) de manhã a consulta ao lote residual de restituições do Imposto...
Publicidade
WhatsApp chat