ABM emite nota sobre o enfrentamento à Covid-19 com elevação de casos pela variante Ômicron

Publicidade
Utilidade pública

Após o período de festas de fim de ano estamos observando, em nossa cidade e nas demais regiões do Brasil, um aumento acentuado no número de casos de síndromes gripais e, consequentemente, um aumento também no número de atendimentos de urgência em serviços públicos e privados. Um dos fatores responsáveis por essa elevação é a nova cepa Ômicron do vírus da COVID-19, que já domina a quantidade de casos da doença e, de acordo com os estudos, é mais transmissível porém felizmente menos letal do que o vírus original.

Recentemente, o Conselho de Entidades de Brusque, do qual a ABM é integrante, fez uma reunião com a Secretaria Municipal de Saúde a respeito das medidas que estão sendo tomadas no momento, e gostaria de compartilhar com a população a opinião da Associação sobre o assunto.

  • A menor letalidade da cepa dominante e o amplo trabalho de vacinação realizado na nossa cidade reduziu muito a quantidade de casos graves e internações em relação a outros momentos da pandemia, não havendo no momento o risco de colapso do nosso sistema de saúde;
  • A estratégia atual de atendimento da Secretaria de Saúde é descentralizada, portanto os pacientes que apresentarem sintomas gripais podem procurar atendimento nas Unidades Básicas de Saúde, Policlínica Central, Unidade Móvel ou nos hospitais da cidade. O conjunto de atendimentos é três vezes superior ao antigo Centro de Triagem, e sua reabertura poderá impactar negativamente o atendimento da rede pública aos pacientes com outros problemas de saúde;
  • Medidas para evitar a transmissão do vírus, como uso de máscaras, higiene das mãos e objetos pessoais, e distanciamento quando possível, ainda são efetivas e recomendadas a todos;
  • As vacinas são de suma importância para a máxima redução na quantidade de internamentos e casos graves, portanto é fortemente recomendado à população que busque o esquema completo de vacinação, oferecido pelo SUS;

Estamos enfrentando mais uma batalha nesta guerra que é corrente há quase dois anos. Ao longo deste tempo, nosso inimigo sofreu mudanças e conseguimos desenvolver armas mais eficientes. A ABM ressalta a importância de que todos nós façamos a nossa parte, para o menor impacto possível na saúde da população e no setor produtivo.

Dr. Gustavo Gumz Correia

Presidente da Associação Brusquense de Medicina

Publicidade
Últimas notícias

Taça FCB inicia nesta quinta-feira (26) em Brusque

Quatro equipes catarinenses iniciam nesta quinta-feira (26) a disputa da Taça FCB. A chave B, disputada em Brusque, conta...
Publicidade
WhatsApp chat