Campanha nacional contra a gripe inicia no dia 04 de abril

Publicidade
Utilidade pública

A Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância em Saúde, informa que já trabalha na organização da Campanha Nacional contra a gripe em Brusque. O Ministério da Saúde, que promove a ação, divulgou nesta terça-feira (15) que a imunização inicia no dia 04 de abril, com o grupo prioritário de idosos acima de 60 anos e trabalhadores de saúde.

Neste ano, o imunizante vai proteger os brasileiros contra três tipos de vírus: influenza A (H1N1), influenza A (H3N2) e influenza B (comum). A vacinação contra a gripe permitirá, ao longo de 2022, prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença e óbitos, minimizar a carga da patologia, reduzindo os sintomas nos grupos prioritários, que podem ser confundidos com os da covid-19, além de diminuir a sobrecarga sobre os serviços de saúde.

A estratégia de vacinação contra a influenza foi incorporada no Programa Nacional de Imunizações (PNI) em 1999, com o propósito de reduzir internações, complicações e
óbitos na população-alvo.

Conforme a diretora de Vigilância em Saúde de Brusque, Ariane Fischer, as doses serão aplicadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) que possuem Sala de Vacinação e também na Uniasselvi, de segunda a sexta-feira, entre 08 e 17 horas. “É uma nova campanha, precisamos que as pessoas se vacinem para que tenham maior proteção”, reforça. Ela também já adiantou que o primeiro “Dia D” da mobilização está agendado para 30 de abril.

Sobre a doença

A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada
transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais, podendo também causar pandemias.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os casos de influenza podem variar de
quadros leves a graves e podem levar ao óbito. A doença é uma infecção respiratória aguda, causada por diferentes vírus, dentre eles o A e B. O vírus A está associado a epidemias e pandemias, tem comportamento sazonal e apresenta aumento no número de casos entre as estações climáticas mais frias.

É habitual que em cada ano circule mais de um tipo de influenza ao mesmo tempo, como por exemplo, a influenza A (H1N1), influenza A (H3N2) e influenza B (comum). Dependendo da potencialidade dos vírus circulantes, o número de hospitalizações e mortes aumenta substancialmente, não apenas por infecção primária, mas também pelas infecções secundárias por bactérias.

De acordo com o Ministério da Saúde, o prazo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza segue até 03 de junho.

Publicidade
Últimas notícias

Brusque FC encerra preparação para encarar o Vasco fora de casa

Na manhã desta quarta-feira (25), o Brusque FC encerrou a preparação para encarar o Vasco, pela nona rodada do...
Publicidade
WhatsApp chat