Servidores de Brusque recebem salário de março com reajuste de 13,02%

Publicidade
Utilidade pública

Percentual engloba o INPC atual e parte do índice correspondente a 2021

Os 4.240 servidores públicos municipais de Brusque recebem nesta quinta-feira (31) o seu salário do mês de março com o reajuste de 13,02% em seus vencimentos. O percentual de atualização corresponde à aplicação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor dos últimos 12 meses, de 10,80% mais 2,22% do INPC do período anterior. Desta forma, a nova folha salarial da prefeitura chega aos R$ 15,6 milhões. Além disso, passam a vigorar, também, os novos valores para o auxílio-alimentação, auxílio-transporte e diárias.

O secretário de Fazenda e Gestão Estratégica, William Molina, explica que o reajuste anual a ser concedido na data-base do funcionalismo brusquense, o mês de março, já vinha sendo tratado pelo Executivo com o Sindicato dos Servidores (Sinseb). E o prefeito Ari Vequi já havia confirmado a concessão do reajuste do INPC, de 10,80%.

Além disso, foi acertada a reposição do INPC de 2021, de 6,22%, que na época não foi possível ser repassado aos servidores em função da vigência da lei federal com as medidas de combate à pandemia que impedia o reajuste do funcionalismo. Essa reposição será feita, então, em duas parcelas, sendo 2,22% neste ano e a diferença, de 4%, a ser aplicada na data-base do funcionalismo de 2023. “Desta forma, o governo cumpre com o acordo firmado com o sindicato e aplica os reajustes devidos aos servidores municipais”, analisa Molina.

Novos valores para auxílios e diárias

Além do reajuste salarial, os servidores municipais passam a ter, ainda, novos valores para o auxílio-alimentação, de R$ 330,00 para R$ 452,50. “E o auxílio-transporte e as diárias, recebem atualização de 20,73% sobre os valores atuais, considerando, para este aumento, ajustes que não haviam sido aplicados em anos anteriores”, completa o secretário de Fazenda e Gestão Estratégica.

INPC

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) é um índice econômico criado pelo IBGE para medir mensalmente a variação de preços de uma cesta de produtos e serviços consumidos pelas famílias com rendimento médio de um a cinco salários mínimos.

Publicidade
Últimas notícias

Hospital Azambuja alerta nova modalidade de golpe em nome da instituição

O Hospital Azambuja alerta a população de Brusque e região para novas tentativas de golpes, utilizando o nome da...
Publicidade
WhatsApp chat