Audiência Pública debate a necessidade ou exigência do Passaporte Sanitário

Publicidade
Utilidade pública

O Poder Legislativo realizou na noite da última quarta-feira, 13, Audiência Pública para debater a necessidade ou exigência do Passaporte Sanitário relacionado à Covid-19 em Brusque. O evento teve início às 17 horas e contou com as presenças de vereadores, da deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PL), representantes de classes e profissionais do setor da saúde.

A iniciativa foi do vereador Ricardo Gianesini, o Rick Zanata (Patriota). De acordo com ele, a discussão do tema é importante porque tem afetado professores e alunos de instituições de Brusque, que estão sendo impedidos de trabalhar ou estudar porque não estão vacinados.

O encontro também foi marcado pelas manifestações da comunidade com cartazes e faixas “contra o passaporte vacinal e a favor da liberdade”. Os manifestantes também estavam com cartazes com fotos de pessoas que morreram ou foram acometidas gravemente após tomarem a vacina contra a Covid-19.

O médico capixaba Alessandro Loiola participou da audiência pública de forma on-line.  Segundo seu relato 17,5 milhões de pessoas morrem por doenças cardiovasculares no Brasil. Este é um número que deveríamos nos preocupar. Essas vacinas oferecidas apresentam algum risco de aumento das doenças e mortes cardiovasculares para quem está sendo vacinado, afirmou o especialista.

O médico também criticou o intercâmbio de doses da vacina e também destaca a falta de transparência dos dados sobre efeitos adversos da vacina.

O assunto será repercutido, com entrevistas, em próximas edições do Jornal da Diplomata.

Publicidade
Últimas notícias

Hospital Azambuja alerta nova modalidade de golpe em nome da instituição

O Hospital Azambuja alerta a população de Brusque e região para novas tentativas de golpes, utilizando o nome da...
Publicidade
WhatsApp chat