24.9 C
Brusque
quarta-feira, fevereiro 28, 2024
InícioNotíciasEsportesBrusquense conquista segundo lugar na Ultramaratona Caminhos de Caravaggio

Brusquense conquista segundo lugar na Ultramaratona Caminhos de Caravaggio

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

Felipe Guilherme Ristow correu 217km na categoria solo em 30h58min

O brusquense Felipe Guilherme Ristow completou o maior desafio de sua vida de corredor: 217km na Ultramaratona Caminhos de Caravaggio (UMCC) em 30h58min. A ultramaratona trail do Sul do Brasil foi realizada na última semana, nos dias 18, 19 e 20 de maio. O percurso, de 217 km teve largada na Catedral de Pedra no município de Canela e passou por mais quatro cidades do Rio Grande do Sul, como Gramado, Nova Petrópolis, Caxias do Sul e Farroupilha, com chegada no Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio.
Formado em Educação Física e com mais de 10 maratonas nacionais e internacionais em seu currículo, além de uma ultramaratona de 84km, Ristow é educador físico do Centro de Performance e Saúde Grupo do Bay e realizou todo preparo nos últimos meses, com foco na UMCC.

A terceira edição da prova na Serra Gaúcha contou com 152 equipes inscritas. Atletas da Argentina e do Uruguai, além de 12 estados brasileiros, participaram, além de dois atletas com deficiência visual. A UMCC 217K foi disputada nas modalidades solo, dupla, quarteto e 100km. O percurso, desafiador, passou por zonas rurais e urbanas, sendo a maior parte em estradas de cascalho nos Caminhos de Caravaggio, uma rota de Peregrinação criada no Rio Grande do Sul em 2019.

Este ano, foi a segunda experiência de Ristow na prova. Ele se desafiou na UMCC em 2022, porém, a prova foi encerrada inesperadamente, por conta das fortes chuvas que caíram na região na época e que elevaram o nível do rio e por segurança, a organização cancelou a continuidade do desafio.

“Essa era uma prova que estava entalada na garganta pra mim. Mas a experiência do ano passado ajudou a me preparar muito melhor esse ano. Cheguei com uma meta um pouco mais ousada, de concluir entre os cinco primeiros colocados, na casa das 30 horas e pegar pódio. Ajustei alimentação, treinos e pude contar com uma equipe de apoio essencial para a prova”, comenta Ristow.
Ele conta que esse ano, diferente de 2022, o clima estava bom, com bastante sol e temperaturas amenas, fazendo até bastante calor durante o dia, o que dificultava um pouco a corrida. Outro diferencial da UMCC segundo Ristow, é o alto nível altimétrico, além das estradas em sua maioria de cascalho, o que exige muito do atleta. “É uma prova com muitas subidas de morro, bem pesada, mas corri super bem. Depois da metade do percurso, eu não tinha nem ideia de qual era a minha posição. Minha estratégia foi sair mais lento e ganhar velocidade depois. Nos 160km soube que estava em segundo colocado e consegui manter essa posição. Foi uma prova intensa, difícil, muito dura, mas deu tudo certo”, comemora.

Para participar da UMCC 217k o atleta tem que apresentar índices em provas de corrida e obrigatoriamente ter uma equipe de apoio. A prova é dividida em seis trechos, com níveis de dificuldade variados e pontos de corte, sendo que ela deve ser concluída pelos atletas, em até 48 horas.

Concluído este desafio, Ristow agradece todo incentivo, apoio e patrocínio recebido. “Eu sempre enfatizo que a corrida é um esporte individual, mas ela une as pessoas em um mesmo objetivo. Eu quero agradecer minha equipe de apoio, que foi de fundamental importância para o resultado desta prova, que são minha esposa Vanessa e meus alunos e amigos Viviane Fritze Knihs e Tarcio André dos Santos; e também aos apoiadores Rafael Caviquioli Nutricionista, Siccob MaxiCrédito e Decker Tinturaria. E a todos os alunos do Grupo de Corrida do Bay. Essa conquista não é só minha, é de todos nós”, complementa Ristow.

Publicidade
WhatsApp chat