15.4 C
Brusque
sexta-feira, julho 19, 2024
InícioAgendaEvento10º Desfile das Costureiras e Costureiros ocorreu na noite de sexta-feira, 26

10º Desfile das Costureiras e Costureiros ocorreu na noite de sexta-feira, 26

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

Na noite de sexta-feira, 26 de maio, foi realizada a 10ª edição do Desfile das Costureiras e Costureiros que este ano teve como tema ‘Calma na Alma’ e levou 64 profissionais da costura, à passarela, montada na Sociedade Esportiva Bandeirante. O evento é uma realização do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Vestuário de Brusque, Guabiruba e Botuverá (Sintrivest) – idealizador do projeto, e parceria do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Brusque e Região (Sindivest), o Centro Universitário de Brusque (Unifebe), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e a Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região (AmpeBr).

A presidente do Sintrivest, Marli Leandro, ressalta que é uma satisfação para o sindicato anunciar a realização da décima edição do Desfile das Costureiras, que nasceu com o propósito de homenagear os profissionais da costura, fundamentais para o setor da moda.

Na edição deste ano, o Desfile teve como tema ‘Calma na Alma’. Os looks dos modelos, foram produzidos pelas entidades parceiras, outros cedidos por empresas da região, e ainda houve profissionais que desfilaram com looks produzidos por eles mesmos, demonstrando toda sua destreza com máquinas, linhas e fios. “É sempre uma alegria para o Sindivest, já há muitas edições, realizar o Desfile das Costureiras e Costureiros. E este ano, certamente foi uma das melhores edições que ajudamos a promover. O desfile foi muito bonito e emblemático”, enfatiza.

Talentos e pluralidade
O 10º Desfile das Costureiras reuniu profissionais vindos de diversas regiões do Brasil e até mesmo de outros países, e que escolheram a cidade como lar há alguns anos.
Marilene François é uma das profissionais que brilhou na passarela. Natural do Haiti, mora em Brusque há nove anos e em 2022, concluiu seu curso de costura pela Escola de Costura da AmpeBr. Hoje, já atua profissionalmente no setor do vestuário e desfilou pela primeira vez no evento, a convite da professora Maria Isabel Daroceski. “Adorei o convite e vim com muita alegria, com um look especial feito para o evento”, conta orgulhosa.
Raquel Feldkircher desfilou com look produzido pelo Senac. Natural de Campo Erê, Santa Catarina, há oito anos é costureira e ficou feliz com o evento, que segundo ela, valoriza os profissionais da costura, nem sempre reconhecidos em seu dia a dia. “Acho muito interessante a proposta do evento, em valorizar as costureiras e costureiros”, comenta Raquel, que desfilou pela primeira vez.

Também de Santa Catarina, da cidade de Trombudo Central, Rosane Batista Correa Baron subiu à passarela pelo segundo ano. A data, além de ser especial por valorizar a profissão em que atua há 28 anos, foi duplamente comemorada por ser o dia do seu aniversário. Marido, filha, amigos e proprietárias da empresa em que atua, prestigiaram Rosane na passarela e a aplaudiram. “Às vezes a gente pensa que o nosso trabalho não é apreciado, mas quando vemos a alegria das pessoas em virem nos prestigiar nesse dia, mais valorizados nos sentimos e isso nos motiva a continuar”, revela.

A jovem Hemily Briena Berardi, natural de Pitanga, estado do Paraná, é acadêmica do Curso de Design de Moda da Unifebe e participou pela primeira vez do desfile. Ela conta que aprendeu a costurar aos 14 anos e agora, já abriu seu próprio ateliê de costura. “Eu acho muito legal participar do desfile e representar as costureiras e costureiros, que são fundamentais para o setor do vestuário, para as comunidades. Estamos em um polo têxtil e esse tipo de evento valoriza ainda mais a profissão e os profissionais”, conta ela, que aprendeu a costurar aos 14 anos e agora, aos 21 anos, abriu seu próprio ateliê.

O Desfile das Costureiras e Costureiros também abriu espaço na passarela para receber as modelos que fazem parte do Programa Menor Aprendiz do Senai de Brusque, as quais estão aprendendo o ofício da costura nos cursos da instituição e já possuem registro como costureiras nas empresas da região. Sthefany Leite, natural de Blumenau, foi uma das alunas a desfilar. Com um look deslumbrante, a jovem costureira estava nervosa minutos antes de entrar na passarela, mas feliz em poder participar do evento. “No ano passado minha irmã desfilou e hoje eu estou aqui, representando o Senai. Estou feliz em realizar o curso nessa profissão tão bonita”, frisa.

União de forças
Para o diretor do Senac de Brusque, Fabiano Battisti Archer, a união das entidades na realização do 10º Desfile das Costureiras e Costureiros é o que torna o evento tão grandioso.
“A cadeia produtiva aqui de Brusque, principalmente a área têxtil, é uma parte muito significativa da nossa matriz econômica. É importante termos profissionais preparados para atender essa categoria produtiva e aqui enalteço o papel das entidades, que se unem para promover o desenvolvimento através da formação e da valorização profissional. A Faculdade Senac aqui de Brusque tem o Curso de Costureiro, onde procura ter partes práticas e teóricas em sua grade, e hoje é uma grande conclusão de todo este aprendizado, onde os alunos vêm para esse evento, apresentam aquilo que aprenderam, que realizaram durante o curso, que confeccionaram em nossos laboratórios”, revela.

A gerente executiva do Senai, região Vale do Itajaí e Foz do Rio Itajaí, Silvana Meneghini, também enaltece a importância do evento e a valorização dos profissionais. “Para nós é um privilégio participarmos do Desfile das Costureiras e Costureiros, pois sabemos o quanto essa área representa para economia de Brusque e cidades da região. Este é um dos papéis do Senai, tanto formar pessoas para atuarem no setor industrial, como também, empreendedores”, ressalta.


Publicidade
WhatsApp chat