19.6 C
Brusque
sábado, junho 22, 2024
InícioNotíciasEconomiaTrabalhadores metalúrgicos decretam fim do Estado de Greve e aprovam texto final...

Trabalhadores metalúrgicos decretam fim do Estado de Greve e aprovam texto final da Convenção Coletiva de Trabalho

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

Os Trabalhadores Metalúrgicos de Brusque se reuniram na manhã deste domingo, 4 de junho, e aprovaram o documento final da Convenção Coletiva de Trabalho 2023/2024. Dessa forma, decretaram o fim do Estado de Greve que estava em vigor. Com isso, os trabalhadores e trabalhadoras concordaram com o  índice percentual de aumento salarial de 4,83% (INPC – Índice Geral de Preços ao Consumidos + 1% de ganho real).

(Foto: Sintimmmeb/Divulgação)

O piso salarial da categoria passa de R$1.788,33 para R$ 1.908,00. Já o prêmio assiduidade foi reajustado e, agora, será de R$ 300,00 semestrais, podendo chegar a R$600,00 no ano.

Além da aprovação das cláusulas econômicas, os demais itens do documento negociados também foram aprovados: o reembolso pelas empresas de 50% no valor do medicamento com receita médica, carga horária reduzida de 44 horas semanais para 43,5h sem redução de salário, dentre outros. 



A lei garante à gestante período de quatro meses de licença maternidade, mais um mês de estabilidade. Porém, as trabalhadoras metalúrgicas de Brusque e região têm garantidas pela Convenção Coletiva de Trabalho mais 90 dias de estabilidade no emprego, além dos quatro meses de licença previstos em lei.

Já o plano de saúde, Sintimmmeb Saúde, também teve reajuste aprovado, o que garante aos trabalhadores e trabalhadoras acesso à saúde de qualidade e a manutenção da assistência também para dependentes, dentro das diretrizes no plano. 

A reunião foi realizada no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos, no Centro de Brusque e em Guabiruba, na sede Recreativa. 

De acordo com o presidente do Sindicato, Eduardo de Souza, as negociações deste ano foram positivas, porque contaram com uma participação mais efetiva da classe. “É muito importante a participação maciça dos trabalhadores e trabalhadoras metalúrgicos nessa campanha salarial. É sempre um processo exaustivo, complexo. Mas me deixou muito feliz ver a categoria reunida, mais engajada, mobilizada no chão de fábrica. Isso é muito positivo porque só aumenta nossa força para que nas próximas negociações tenhamos um poder maior nas reivindicações por melhores salários, melhores condições de trabalho, benefícios e garantias aos metalúrgicos na nossa região”, comentou Eduardo.

Publicidade
WhatsApp chat