29.5 C
Brusque
quarta-feira, fevereiro 28, 2024
InícioNotíciasCulturaBrusque recebe o concerto gratuito “Unificando Fronteiras” com o duo instrumental Iva...

Brusque recebe o concerto gratuito “Unificando Fronteiras” com o duo instrumental Iva Giracca & Roger Corrêa

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

A turnê do concerto gratuito “Unificando Fronteiras” chega a Busque nesta terça-feira (19), às 20h, no Centro Empresarial Social e Cultural – CESCB. O espetáculo reúne a gaita ponto e o violino do consagrado duo Iva Giracca & Roger Corrêa, que traz em seu repertório a qualidade da música instrumental feita no Sul do país.

As apresentações já fizeram sucesso em Navegantes, São Joaquim, Laguna, Criciúma e São José. O roteiro inclui ainda Lages, Itapema e Florianópolis, com apoio do Governo do Estado e Fundação Catarinense de Cultura.

“Unificando Fronteiras” busca diversificar e integrar novos públicos a gêneros identificados com a cultura latino-americana, como a milonga e o chamamé. “São temas com linguagem universal, que utilizam elementos da improvisação e da música de concerto, com a novidade de uma instrumentação pouco desbravada, que une a beleza e a emoção do violino e da gaita ponto”, explica Roger Corrêa, também autor das canções.

Se, como canta Milton Nascimento, “todo o artista tem que ir aonde o povo está”, o projeto “Unificando Fronteiras” cumpre exatamente esse papel. “A receptividade tem sido muito linda e temos certeza que será assim também em Brusque e nas demais cidades. Foi tudo especialmente pensado para que o público tenha livre acesso e conheça melhor essa música de tanta qualidade, uma paixão que queremos dividir com as pessoas que forem nos assistir”, ressalta Iva Giracca. Os shows são realizados em auditórios, teatros, centros culturais, igrejas históricas, praças e clubes, sempre procurando facilitar a acessibilidade de portadores de necessidades especiais e idosos. 

SONORIDADE ÚNICA

Nascidos no Rio Grande do Sul e residentes em Florianópolis, o acordeonista Roger Corrêa e a violinista Iva Giracca criam uma sonoridade única, com arranjos específicos para os dois instrumentos, passeando pela linha tênue da música contemporânea, sem perder a originalidade da música regional.

Iva Giracca é spalla da Camerata Florianópolis, com a qual excursionou pela Europa e Brasil. Já tocou com artistas como Zé Ricardo, Paulinho Moska, Zeca Baleiro e Lenine, além de participar como convidada de duas edições do Rock in Rio. Roger Corrêa levou seu trabalho a países como Marrocos, Espanha, Portugal, Chile, Uruguai e Argentina. Dividiu o palco com músicos como Renato Borghetti e Yamandu Costa, entre outros, e recentemente foi indicado ao Prêmio Açorianos como melhor compositor instrumental pelo álbum “Sul em Aquarela”. 

Programa: A dom Greco, Florir de Alma, Ivita, Outonito, Pampiana, Sonho em Havana, Latino Ibérica, Un acordeon y tu, Sul Interior e Composição. Nos shows de São José e Florianópolis haverá as participações especiais de Alexandre Damaria (percussão) e Artur Boscato (violão 7 cordas). 

Conheça mais os artistas

IVA GIRACCA

Iniciou seus estudos aos 4 anos de idade, pelo curso de extensão da UFSM, na qual deu aulas a partir de 1990. Violinista de orquestra desde 1989, na OSUFSM, e spalla da mesma desde 1997. Participou do Coral da Diversidade, projeto da prefeitura de Florianópolis. É revisora da terceira edição da tradução do livro Suzuki – Educação é amor 2008. 

Participou de master classes no Brasil e no exterior, aos quais se destacam Jorge Rizzi (Uruguai- Mexico-Itália), Levon Ambatsumian (Rússia–EUA), Richard Yung (EUA). Ganhou o prêmio de personalidade musical de 2017 da ACLA. Fundadora do Quarteto Iva Giracca e do duo Iva Giracca & Roger Corrêa. Integra a banda No One Spoke e a Orquestra Camerata Florianópolis, sendo spalla desta entre 2006 e 2010 e de 2014 em diante. Com a orquestra, esteve em turnê pela Europa – Espanha, França e Alemanha (2005) e pelo Brasil (2006). 

Com a Camerata Florianópolis desenvolve sua ecleticidade musical, tocando diversos estilos musicais com artistas de renome nacional e internacional. Gravou diversos álbuns, com artistas como Banda Enarmonika, Banda Poços e Nuvens, Banda No One Spoke, Iva Giracca e Roger Correa, e Camerata Florianópolis, além de participações com Mano Lima, Marcelo Duani, Stalla Folks, Antonio Rossa e banda Black Sheep.
 
Preocupada com causas sociais e de risco, promoveu concertos beneficentes em 2015 com a Camerata Florianópolis, em 2019 esteve no concerto na Sala Santo Ivo com Erico Schmidt e em 2020 no concerto na sala online para a paróquia São João Batista, entre outros. Faz parte do grupo Será que é de Éter, que também contou com a participação de bailarinos com deficiência. 

ROGER CORRÊA 

Acordeonista e compositor nascido em Guaíba-RS em 1998, começou seus estudos de acordeom diatônico aos 6 anos de idade com seu irmão e aprimorou-se no projeto Fábrica de Gaiteiros, idealizado pelo músico Renato Borghetti, com a professora Fofa Nobre. 

Sua carreira musical começou aos 13 anos, quando passou a fazer parte de diversos grupos de música regional gaúcha. Antes disso, acompanhava seu pai, também músico, em festas e eventos da região. Até os 16 anos sua única escola musical era a música folclórica do sul do Brasil, Uruguai e Argentina. Depois de entrar em contato com a linguagem do Choro, passou a frequentar esses ambientes de roda em Porto Alegre e a ouvir artistas como Tom Jobim, Jacob do Bandolim, Pixinguinha, entre outros.
 
Mudou-se para Florianópolis, onde passou a trabalhar com diversos grupos de Folclore, Choro, Samba e Jazz, período que desenvolveu a linguagem da improvisação. Participou do projeto Brasil na Gaita Ponto, com seu trio, no Teatro Álvaro de Carvalho (2018), Jurerê Jazz Festival (2018), Sunset Jazz (2019) e Hoje é dia de Jazz Bebê (2019). 

Ao longo de sua trajetória já tocou com grandes nomes da música instrumental como Renato Borghetti, Yamandu Costa, Bebê Kramer, Guinha Ramires, Jorginho do Trompete, Ian Coury, Félix Junior, Paulinho Fagundes, Ronaldo do Bandolim, entre outros. Atualmente com 23 anos, gravou o seu primeiro álbum intitulado “Sul em Aquarela”, em 2021, com a violinista Iva Giracca e com a colaboração dos músicos Arthur Boscato (violão 7 cordas) e Alexandre Damaria (percussão). O trabalho mescla os ritmos da América-Latina com a improvisação do Jazz. 

Veja mais no YouTube e Instagram: @ivagiraccaerogercorrea

Este é um projeto realizado via Programa de Incentivo à Cultura (PIC) Fundação Catarinense de Cultura, Governo do Estado de Santa Catarina. O PIC é um programa de fomento a projetos culturais catarinenses, por meio de renúncia fiscal do Imposto de Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS), instituído pela Lei no 17.942, de 12 de maio de 2020.

ncentivo: Mademil 

Crédito da foto: Tóia Oliveira

Assessoria de Imprensa
Cláudio Schuster

Publicidade
WhatsApp chat