19.8 C
Brusque
sexta-feira, maio 24, 2024
InícioNotíciasGeralEstudantes do Colégio São Luiz embarcam para intercâmbio na Alemanha em dezembro

Estudantes do Colégio São Luiz embarcam para intercâmbio na Alemanha em dezembro

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

Grupo viverá intensamente a rotina da comunidade local por um mês, a partir de 26 de dezembro

A virada para 2024 será especial para os estudantes Betina Mosimann Busnardo, Isabella Nicolau, Maria Elisa Padoani Reis Samudio, Olívia Bäumgartner Kohler e Rodrigo Silva Gelsleichter, da 2ª série do Ensino Médio do Colégio São Luiz. No dia 26 de dezembro eles embarcam para um intercâmbio de um mês na Alemanha, acompanhados pelo frater João Pedro Kuberesky, que irá auxiliá-los durante a estadia no país germânico.

O grupo desembarca inicialmente em Freiburg, onde passará os primeiros dias dessa experiência. Depois, os estudantes se dividem e partem para regiões diferentes do país. Betina, Olívia e Rodrigo vão para o College San Sebastian, em Stegen. Já Isabella e Maria Elisa viverão a experiência no Colégio Leoninum, em Handrup.

Os cinco estudantes ficarão hospedados em casas de famílias alemãs e poderão viver intensamente a rotina, não apenas escolar, já que as aulas na Europa iniciam em janeiro, mas também o dia a dia, acompanhando o estilo de vida da comunidade local.

Para embarcar nesta experiência, os adolescentes precisaram se dedicar. Foi aberto um processo de seleção para os interessados em participar do programa de intercâmbio com a Alemanha. Após várias provas e entrevistas, os cinco foram selecionados. Ter domínio do inglês e noções básicas de alemão foi fundamental para a aprovação.

Expectativas

Com a data do embarque cada vez mais próxima, as expectativas do grupo são as melhores. Para eles, ter a oportunidade de viver durante um mês em outro país será enriquecedora.

“Vamos conhecer a cultura, o dia a dia. Vamos vivenciar como uma família alemã vive e também vamos ter um período para fazer turismo. Teremos duas experiências diferentes e incríveis”, destaca Betina.

Para Maria Elisa, o intercâmbio vai contribuir para um aprendizado ainda mais completo. “Vamos adquirir conhecimento. Acredito que quando voltarmos para o Brasil, para a nossa rotina, isso vai nos ajudar muito em todas as aulas”.

Rodrigo ressalta a organização do Colégio São Luiz, que auxiliou em todo o processo burocrático para que a viagem possa acontecer da melhor forma. “Isso passou confiança para nós e para as nossas famílias”.

Esta será a primeira vez que os jovens de 16 e 17 anos ficarão tanto tempo longe dos pais. Isabella ressalta o apoio incondicional da família nesta experiência única. “Os nossos pais sempre deram apoio, tanto na questão financeira, quanto emocional, demonstrando a confiança que eles têm. Vai ser um período de crescimento e amadurecimento”.

Olívia, por sua vez, destaca a companhia do frater João Pedro, que será um ponto de referência e de suporte durante a vivência na Alemanha. “Ele tem uma grande carga de conhecimento cultural e vai nos auxiliar com a língua. Então, passa muito mais segurança para que possamos viver tudo isso intensamente”.

Apoio

O frater João Pedro Kuberesky faz parte da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus. Ele estudou Filosofia na Faculdade São Luiz e, atualmente, estuda Teologia em Taubaté, na Faculdade Dehoniana.

O religioso morou um ano em Freiburg, onde estudou a língua alemã e conviveu em uma comunidade internacional. “Foi uma experiência fantástica e, ao mesmo tempo, libertadora, pois o horizonte e a visão de mundo cresceram expressivamente. Tive a oportunidade de estudar numa escola de alemão para estrangeiros. Lá convivi com pessoas de muitos países, com os quais pude trocar experiências e conhecimentos de vida e cultura”.

Frater João espera que, ao fim dessa experiência, a visão de mundo dos estudantes se amplie.  “O mundo é, nas palavras do Papa Francisco, nossa Casa Comum. Dessa forma, tendo a oportunidade de sair do conforto de nossos limites geográficos nacionais, bem como de nosso mundinho cultural, a possibilidade de crescimento pessoal se multiplica”.

O diretor do Colégio São Luiz, padre Silvano João da Costa, ressalta a importância dessa imersão na vida dos estudantes e os benefícios da experiência para o futuro. “Eles terão essa vivência com os alunos, várias ações em sala de aula, o aperfeiçoamento da língua inglesa e alemã, mas também começarão a ter autonomia, algo muito importante para o desenvolvimento pessoal”.

Ele também cita a proximidade entre as instituições dehonianas no mundo, fundamental para possibilitar novas experiências. “A riqueza do Colégio São Luiz é que ele não está isolado. Temos muitos colégios dehonianos espalhados pelo mundo, com quem buscamos criar pontes para compartilhar essa riqueza de culturas e idiomas”.

Publicidade
WhatsApp chat