16.6 C
Brusque
segunda-feira, julho 15, 2024
InícioNotíciasGeralUNIFEBE recebe comitiva alemã no campus Santa Terezinha

UNIFEBE recebe comitiva alemã no campus Santa Terezinha

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

Como parte da agenda oficial de comemoração aos 200 anos de imigração alemã no Brasil, as autoridades do Distrito de Karlsruhe e da cidade de Karlsdorf-Neuthard, da Alemanha, estiveram na tarde desta quarta-feira (4), no Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE). Durante sua visita ao campus Santa Terezinha, os alemães foram recepcionados pela reitora da UNIFEBE, professora Rosemari Glatz, pelo pró-reitor de Graduação, professor Sidnei Gripa, pela pró-reitora de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura, professora Edinéia Pereira da Silva, e pelo diretor do Colégio UNIFEBE, professor Leonardo Ristow. No auditório Doutor Germano Hoffmann, no Bloco F, a instituição apresentou para a comitiva alguns projetos e pesquisas desenvolvidas com foco em sustentabilidade, saúde e história regional, como a pesquisa que será realizada sobre a boa usabilidade da água do Rio Itajaí-Mirim, a caixa para preservação das abelhas sem ferrão, criada pela estudante do Ensino Médio do Colégio UNIFEBE e, a pesquisa internacional de reprodução do traje de Anita Garibaldi.

Durante as apresentações, as autoridades alemãs puderam perguntar sobre os projetos e instigaram novas possibilidades de pesquisa. O administrador do Distrito de Karlsruhe, Christoph Schnaudigel, parabenizou a UNIFEBE pelas três iniciativas distintas. Ao comentar sobre cada um deles, Schnaudigel revelou que os alemães aprenderam muito com as propostas apresentadas e puderam ter ideias para aplicar na realidade em que vivem. Sobre a preservação das abelhas sem ferrão, Schnaudigel enfatizou a importância de proteger a biodiversidade e lembro que na Alemanha isto também é uma preocupação deles. Já sobre a pesquisa da usabilidade da água do Rio Itajaí-Mirim, o administrador distrital contou sobre as experiências realizadas pelo país durante a pandemia e, como a análise da água, contribuiu para que eles pudessem acompanhar o aumento da taxa de infectados pela Covid e outras doenças. Ao comentar sobre a pesquisa internacional em parceria com a Itália e San Marino, Schnaudigel salientou a necessidade de pensarmos sobre sustentabilidade na produção têxtil.

“Então, nesse sentido que, a nossa parceria é tão importante para fomentar os projetos. O intercâmbio dos estudantes do Colégio e até mesmo da Graduação com a Universidade de Karlsruhe mostra que quando pensamos em comum, as duas partes podem contribuir com novas ideias para crescermos juntos. Sempre que viemos a Brusque e à UNIFEBE eu e minha comitiva temos a confirmação de que a instituição é excelente e que essa colaboração nos torna ainda melhores”, enalteceu.

A reitora da UNIFEBE e presidente da FEBE, professora Rosemari Glatz, agradeceu a presença da comitiva e frisou a relevância desses laços com o país europeu. “Eles acreditam e apostam no nosso potencial, no potencial de nossos estudantes e professores e essa parceria de anos entre a instituição e a Alemanha tem gerado frutos por meio de projetos, pesquisas e intercâmbios. Apresentamos um pouco do muito que pesquisamos e produzimos, pensando sempre, em conhecimento científico de qualidade que possa ser aplicado para atender as demandas da própria sociedade”, complementou.

Logo após as apresentações, a comitiva fez um tour pelo campus Santa Terezinha e conheceu alguns laboratórios da instituição, como o Laboratório de Simulação Realística, com robôs de alta fidelidade, o Jardim de Chuva, recurso sugerido pelos estudantes da instituição para a drenagem do campus, o Núcleo de Tecnologia e Inovação em Fabricação – NTIF, focado no setor metal mecânico, o Orla, como incubadora de empresas, e o Laboratório de Metodologias Ativas, com seus equipamentos de realidade virtual e tela interativa.

Texto: assessoria de imprensa/UNIFEBE

Publicidade
WhatsApp chat