20.4 C
Brusque
segunda-feira, junho 17, 2024
InícioNotíciasGeralChuvas: Grupo de Respostas (Grac) levanta impactos e organiza ações de...

Chuvas: Grupo de Respostas (Grac) levanta impactos e organiza ações de recuperação para o início da semana

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

O volume de chuva em Brusque e na região gerou impactos, com a atuação da Defesa Civil e do Grupo de Resposta e Ações Coordenadas (Grac). Passado o quadro de elevação do rio Itajaí-Mirim, que atingiu 7,58 metros, por volta das 7h30 deste domingo, 19, a concentração dos trabalhos passou a ser o cronograma de recuperação. Na nascente do rio Itajaí Mirim, choveu em 48 horas o dobro do projetado para todo o mês de maio.

Conforme o GRAC, as áreas mais afetadas pelas chuvas foram: avenidas Beira Rio, o túnel do Terminal Urbano e parte do Loteamento EMA II. Pelo menos 10 edificações privadas (número que poderá subir para aproximadamente 15 casas ou empreendimentos) tiveram algum dano com alagamento.

Em ação prévia, a Defesa Civil, em parceria com a Polícia Militar, mediante o serviço de comunicação, os moradores foram avisados dos riscos pela elevação do nível do rio nas localidades. Em resposta ao quadro, alojamentos foram disponibilizados na Arena Brusque, porém, até o momento sem solicitação.

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque relatou pontos de desabastecimento de água nos bairros São Luiz, Zantão, Ribeirão do Mafra e Volta Grande, devido à turbidez da água.

Atualmente, a capacidade de tratamento está em 40%, com os reservatórios operando com 43% de sua capacidade total. A normalização do abastecimento de água está prevista para terça-feira, mas até lá, a população é aconselhada a usar água com cautela.

Os maiores acúmulos de bancos de areia registrados estão em frente ao Plaza Rivel e na região da ‘Ponte dos Bombeiros’, além de sedimentos ao longo da Beira Rio. As equipes de limpeza estão em ação, com a expectativa de concluir os trabalhos de maneira completa até terça-feira (21).

O trânsito na cidade deve sofrer impactos significativos devido às obras de limpeza e remoção de sedimentos, envolvendo oito retroescavadeiras (incluindo duas terceirizadas) e aproximadamente 20 máquinas no total. A partir de amanhã, a limpeza de bocas de lobo também será iniciada, com o auxílio de hidrojatos.

Apesar das adversidades, a saúde pública não sofreu impactos, e todas as unidades de saúde operarão normalmente nesta segunda-feira (20). O Coordenador da Defesa Civil, Edevilson Cugiki, destacou que a média histórica de chuvas para maio é de 107 milímetros, mas apenas em Vidal Ramos, cidade à jusante do Itajaí Mirim, choveu 229 milímetros em apenas 48 horas. Mais chuvas são esperadas até a próxima sexta-feira, embora em menor intensidade.

Na Educação, todas as escolas permanecem operacionais, e as aulas continuarão normalmente durante a semana. Todo o efetivo da Guarda de Trânsito de Brusque (GTB) será mobilizado para garantir a segurança e a fluidez do trânsito durante este período de recuperação.

Publicidade
WhatsApp chat