20.4 C
Brusque
segunda-feira, junho 17, 2024
InícioNotíciasGeralPedágio Solidário da Apae de Brusque arrecada mais de R$ 44 mil

Pedágio Solidário da Apae de Brusque arrecada mais de R$ 44 mil

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

A Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque, realizou seu tradicional Pedágio Solidário na manhã deste sábado, 8 de junho. Em 12 pontos da cidade, cerca de 200 voluntários contribuíram para a arrecadação dos valores em prol da instituição. A ação contou com a contribuição da comunidade e totalizou o valor de R$ 44.441,35.

“É com grande satisfação que anunciamos um recorde de arrecadação no nosso Pedágio Solidário. Agradecemos a todos que nos ajudaram a chegar nessa marca, todos que doaram e também os voluntários que estiveram durante toda a manhã de sábado em diversos pontos da cidade. Esse resultado demonstra a credibilidade da nossa entidade, que há 69 anos oferece gratuitamente um trabalho de excelência para as pessoas com deficiência. Muito obrigado a todos”, comenta o presidente da Apae de Brusque, Renato Roda.

O Pedágio da Apae também aconteceu em Botuverá. Na oportunidade foram arrecadados R$ 3.683,85, o que também contribuiu para o resultado total desta edição.

Trabalho voluntário

Entre os voluntários nos pontos de arrecadação, estavam as irmãs Ana Carolina Fischer e Anny Eduarda Fischer. Esta foi a primeira vez que elas participaram da ação da Apae de Brusque e contam como foi a experiência. “Estávamos vendo a tabela com o cronograma de pedágios solidários que ocorrem no nosso município, vimos o da Apae e resolvemos participar. Foi uma manhã muito legal, produtiva e esperamos que o valor arrecadado ajude muito a entidade”, falou Ana Carolina.

Anny complementa a fala da irmã, ressaltando que o trabalho voluntário é recompensador. “O principal motivo de participarmos é contribuir com a Apae, saber que nosso trabalho vai ajudar tantas pessoas é maravilhoso”, afirmou.

Assim como elas, o estudante de Medicina, Daniel Feltrin também estava ajudando pela primeira vez. Ele que veio de Rio do Sul, explicou que um amigo o convidou para participar e ele prontamente aceitou.

“Meu amigo também está trabalhando no pedágio. Quando ele falou, eu aceitei na hora e estamos aqui ajudando. Está sendo uma experiência bem interessante, a grande maioria dos motoristas abre o vidro, dá um ‘bom dia’ ou um sorriso. Outros são mais tímidos”, ressaltou.

Feltrin ainda afirmou que a ação é muito importante, pois além de contribuir para a manutenção da Apae de Brusque, ela divulga a entidade e suas atividades para a população. “O pedágio vai muito além de só arrecadar fundos, ele divulga a Apae e incentiva as pessoas a buscarem mais informações sobre a instituição e tudo o que ela faz. Então é gratificante estar aqui trabalhando pelos nossos amigos com deficiência”, finalizou.

Saiba mais

Fundada em 14 de setembro de 1955, a Apae de Brusque é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, que frequentou a entidade até 2022. Atualmente, 280 alunos recebem atendimento.

Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.

Crédito das fotos: Amábile Nazário / Ideia Comunicação

Publicidade
WhatsApp chat