16.6 C
Brusque
segunda-feira, julho 15, 2024
InícioNotíciasGeralInfoGripe alerta para alta circulação de vírus sincicial em crianças

InfoGripe alerta para alta circulação de vírus sincicial em crianças

Data:

Publicidade

spot_img
spot_img
spot_img

O novo Boletim InfoGripe, da Fiocruz, divulgado nesta quinta-feira (4), alerta para a alta circulação do VSR, vírus sincicial respiratório, nas crianças pequenas. A análise aponta alta incidência e mortalidade nessa faixa etária. O rinovírus também se destaca nos diagnósticos de Síndrome Respiratória Aguda Grave na população infantil.

Nas quatro últimas semanas epidemiológicas, a prevalência da Síndrome Respiratória Aguda Grave na população em geral foi de 21,5% para influenza A, 0,8% para influenza B, cerca de 44% para vírus sincicial respiratório e 7% para Covid-19.

Em relação às mortes no período, 48% correspondem à influenza A, 1% influenza B, 21% ao vírus sincicial respiratório e 20% Covid-19.

A análise mostra a manutenção do crescimento de casos dos vírus influenza, vírus sincicial respiratório e rinovírus no centro-sul do país, nos estados do Espírito Santo, Mato Grosso, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Também registra continuidade do aumento de novas hospitalizações por VSR e rinovírus em Roraima, Amapá e Ceará.

Alguns estados do Norte e Nordeste, especialmente o Piauí e o Ceará, podem registrar início de atividade do vírus da Covid.

Segundo a pesquisadora do InfoGripe, Tatiana Portella, ainda que a circulação esteja em patamares baixos esse início de atividade merece atenção nas próximas semanas e reforço na prevenção.

“É importante que, tanto hospitais, quanto unidades sentinelas de vírus gripal fiquem atentos a qualquer sinal de aumento da circulação do vírus nessa região. Além disso, a gente recomenda que as pessoas se vacinem contra o vírus da covid-19 e também da influenza, que tem circulado muito, uso de máscaras e, em caso de sintomas, fiquem em casa, se possível. Caso haja piora dos sintomas, é importante buscar atendimento médico”.

Somente neste ano, a Covid-19 já responde por 57% das 3.057 mortes registradas com resultado positivo para vírus respiratórios.

Fonte: Agência Brasil

Publicidade
WhatsApp chat