PM de Brusque apresenta 7 novos fuzis adquiridos para o combate à criminalidade

PM de Brusque apresenta 7 novos fuzis adquiridos para o combate à criminalidade

Publicidade
Utilidade pública

Na tarde de quinta-feira, 19, o 18º Batalhão da Polícia Militar (PM) recebeu a imprensa e autoridades locais para apresentação de armamentos e munições comprados por meio do Convênio com a Radiopatrulha.  

Foram adquiridos 7 novos fuzis e duas mil munições. O investimento total é de RS 63 mil reais. Com os fuzis, a Polícia Militar passa a estar equipada com um fuzil em cada viatura.

Com o novo material, o comandante do 18º BPM, tenente-coronel Otávio Ferreira, acredita que as equipes estarão melhor preparadas no combate ao crime.

Ten.Cel Otávio apresentando no armamento adquirido pela PM.

No segundo momento o comandante destacou os números de prisões por tráfico de drogas, além das quantidades de drogas aprendidas nas operações.  Segundo os dados apresentados pelo comandante, até agosto de 2019 foram registradas 59 prisões por tráfico em Brusque, sendo que ao longo de todo o ano de 2018, foram 53.

Entre as apreensões de drogas destaque para maconha foram 177 kg, em 2019 até agosto, contra 5,5 kg durante todo ano de 2018.

Autoridades e imprensa em coletiva na sede do 18º BPM.

O vice-prefeito José Ari Vequi participou do ato de apresentação dos novos armamentos e munições adquiridos através do fundo municipal de segurança pública. O político destacou a importância de melhor o poder de fogo da PM da cidade.

O Coronel Moacir Gomes Ribeiro comandante da 7ª Região da Polícia Militar de Santa Catarina esteve presente no ato de entrega e apresentação do novo armamento e munições. Na oportunidade o comandante regional destacou a prestação de contas dos valores levantados através do convênio e a importância da aquisição dos equipamentos bélicos.

Publicidade
Últimas notícias

Sábado marcado por acidentes de trânsito em Brusque

Neste sábado (18), o Corpo de Bombeiros atendeu dois acidentes de trânsito em horários semelhantes. O primeiro caso foi...
Publicidade
WhatsApp chat