A partitura em pausa e a consternação após fim da escola de música e da orquestra do CESCB

Publicidade
Utilidade pública

A Escola de Música do CESCB e a Orquestra de Câmara do CESCB anunciaram o encerramento das atividades. A assinatura da rescisão do contrato, que o coordenador Sérgio Luiz Westrupp, rubricou na última sexta-feira (20), procedendo (segundo o comunicado) a uma mera formalidade, na sala do centro empresarial, deixou a música clássica brusquense num silêncio orquestrado por lamentações e ao mesmo tempo defendida em crescente harmonia por musicistas, artistas de outros segmentos culturais e o público em geral.

O projeto findou após 14 anos e dois meses, sendo um dos mais respeitados e influentes do estado.

Maestro Sérgio Luiz Westrupp
Maestro Sérgio Luiz Westrupp coordenador do projeto (Foto: Arquivo Pessoal)

“Ah! O motivo é o Covid 19 e a crise financeira das entidades patronais que formam o CESCB. No mais apenas restou o silêncio, a pausa forçada e imposta sem qualquer diálogo. Convido todos a acreditarem que esta é a melhor solução para um problema. Da nossa parte ficará a gratidão – sim, valor humano – gratidão a todos que construíram este projeto que proporcionou a realização de muitos sonhos e a realização profissional de muitos seres humanos”, diz o comunicado divulgado nas redes sociais da Orquestra de Câmara do CESCB.

Nas redes sociais, uma enxurrada de mensagens mostra o impacto da decisão, entre músicos que integram o corpo de instrumentistas, artistas – muitos com nota de repúdio pelo abrupto fim do projeto.

Escola de Música do CESCB e a Orquestra de Câmara do CESCB
Maestro Sergio Westrupp conduzindo a Orquestra de Câmara.

Por hora, o maestro Sergio Westrupp diz que não está concedendo entrevistas sobre o encerramento da escola e da orquestra.

“O reconhecimento do valor da música para Brusque é impressionante, nunca vi tanta solidariedade em favor da arte”, comentou à reportagem.

O comunicado teve como imagem acompanhada uma partitura em pausa total
O comunicado teve como imagem acompanhada uma partitura em pausa total

“As razões alegadas para o encerramento dessa importante agência de ensino e cultura é a crise que acometeu o mundo com a pandemia do Covid-19. Compreendo que o mundo está em crise e que há 30 dias Santa Catarina vive uma recessão econômica inédita. Contudo, a decisão de encerrar este Projeto de maneira tão abrupta revela o verdadeiro desprezo por parte desse grupo social ao que diz respeito a arte e cultura. Chamo a atenção da população de Brusque para visualizar que neste momento de pandemia a Arte em suas diversas manifestações tem trazido alento e esperança às pessoas”, comentou uma internauta que saiu em defesa do projeto.

Até o momento, não há nenhum comunicado oficial do Cesbc sobre a decisão.

A partitura em pausa e a consternação após fim da escola de música e da orquestra do CESCB
A partitura em pausa e a consternação após fim da escola de música e da orquestra do CESCB

Nota: Os atuais integrantes da Escola de Música do CESCB e da Orquestra de Câmara do CESCB vêm a público agradecer a todos que os prestigiaram ao longo destes 14 anos e 2 meses de existência.

Este projeto se acaba exatamente em um momento no qual nem pudemos no olhar e nos abraçar. Nesta sexta-feira – 17/04/2020 – o coordenador Sérgio Luiz Westrupp assinou a rescisão do contrato de prestação de serviço (mera formalidade) na sala da secretaria do CESCB em pleno silêncio e sem nenhuma forma de agradecimento a toda a equipe que se dedicou por ensinar e principalmente a todos os alunos e integrantes da Orquestra do CESCB que concederam àquele espaço o brilho que ele tem hoje.
Em música o silêncio é retratado por pausas.
Porém a pausa não é um valor humano. Apenas um valor sonoro.
Valor humano é dignidade, respeito, sinceridade, empatia, alteridade. Tudo o que não recebemos neste triste momento.

Porém a pausa não é um valor humano. Apenas um valor sonoro.
Valor humano é dignidade, respeito, sinceridade, empatia, alteridade. Tudo o que não recebemos neste triste momento.

Ah! o motivo é o Covid 19 e a crise financeira das entidades patronais que formam o CESCB.

No mais apenas restou o silêncio, a pausa forçada e imposta sem qualquer diálogo.
Convido todos a acreditarem que esta é a melhor solução para um problema.

Da nossa parte ficará a gratidão – sim, valor humano – gratidão a todos que construíram este projeto que proporcionou a realização de muitos sonhos e a realização profissional de muitos seres humanos. Tenho certeza que seremos felizes apesar de toda a indignação que ainda ficou. Felizes porque construímos relações entre nós baseadas em valores humanos seguros e convictos. OBRIGADO BRUSQUE E REGIÃO. NOS ENCONTRAREMOS DE OUTRAS MANEIRAS POIS MÚSICA É A NOSSA MISSÃO. ABRAÇO CARINHOSO A TODOS. OBRIGADO! OBRIGADO! OBRIGADO SEMPRE!

Publicidade
Últimas notícias

Brusque já trabalha no Maranhão visando o Sampaio Corrêa

Após o empate contra o Vitória na última sexta-feira (17), o Brusque Futebol Clube começou a jornada para chegar...
Publicidade
WhatsApp chat