Vereadores querem que a redução de gastos com o funcionalismo público esteja em pauta na Alesc e no Congresso

Para ser efetiva e justa, iniciativa precisa abranger todos os poderes constituídos e o MP, defendem autores da proposta

Publicidade
Utilidade pública

A Câmara Municipal de Brusque solicitará à Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal que promovam estudos e debates sobre a redução de gastos com o funcionalismo público, incluindo os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além do Ministério Público (MP). O pedido consta no Requerimento nº 17/2020, aprovado na sessão ordinária virtual desta terça-feira, 28 de abril.  

Os autores da proposição – vereadores Ivan Martins, Celso Carlos Emydio da Silva, o Dr. Celso, Cleiton Luiz Bittelbrunn, Leonardo Schmitz e Rogério dos Santos – todos do partido Democratas (DEM), sugerem que sejam avaliadas, primeiramente, tópicos como auxílio-moradia, auxílio-alimentação, ajuda para locomoção, diárias, verbas indenizatórias e de gabinete, entre outros.

Eles argumentam que a pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19) desencadeou uma crise econômica mundial, que afeta também o Brasil: “É dever de todos os cidadãos conscientes colaborar, na medida de suas possibilidades, para amenizar os impactos ocasionados pela pandemia”, defendem. O grupo ressalta que, para ser efetiva e justa, a ação deve envolver todos os poderes constituídos e também o MP.

Os parlamentares propõem, ainda, que “o referido debate se dê de forma consciente e com embasamento, para posterior adoção de medidas concretas e legítimas e que não perderão sua eficácia com o tempo”.

Publicidade
Últimas notícias

Boletim epidemiológico aponta 35 novos casos de Covid-19 nas últimas horas

O novo boletim epidemiológico divulgado pela Diretoria de Vigilância em Saúde na tarde desta sexta-feira (23) indica que a...
Publicidade
WhatsApp chat