Pleito do Hospital Azambuja não é atendido pelo Governo do Estado

Instituição solicitou, no início do mês de abril, o credenciamento de mais 10 novos leitos de UTI para atender casos de Covid-19

Publicidade
Utilidade pública

O Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux – Hospital Azambuja recebeu ontem, 5 de maio, a notícia sobre sua solicitação encaminhada ao Governo do Estado no início do mês de abril, para o credenciamento de 10 novos leitos de UTI. O pedido foi indeferido, de acordo com tabela encaminhada, na qual consta a relação de diversos hospitais de Santa Catarina, parte deles que foram atendidos com mais leitos. O administrador do Hospital Azambuja, Evandro Roza, lamenta a decisão. “Recebemos esta notícia em um grupo de administradores de hospitais do qual participamos e também a lista para onde foram estes 10 leitos de UTI, que foram motivo de solicitação de outros hospitais além do Azambuja. O Hospital Marieta, em Itajaí, foi contemplado com 40 leitos; o Santo Antônio e Santa Isabel, ambos de Blumenau, com 10 leitos cada um; o hospital de Rio do Sul também com 10 leitos. Infelizmente não fomos contemplados e lamentamos, principalmente por não sabermos quais critérios foram analisados para esta distribuição por parte do Governo do Estado”, ressalta.

Para o administrador, a região de Brusque é muito importante, reunindo mais de 250 mil habitantes se somados os municípios de Guabiruba, Botuverá, Nova Trento, São João Batista e Canelinha, por esta razão o pedido de credenciamento de novos leitos.

Roza reconhece ainda todo reforço que o hospital teve da Secretaria Municipal de Saúde e da Associação Empresarial de Brusque e demais entidades de classe do município, que reiteraram em ofício ao governador Carlos Moisés da Silva, a solicitação de novos leitos de UTI para o Azambuja. “Reconhecemos e agradecemos todo apoio que recebemos nesta solicitação. Vamos permanecer com nossos trabalhos em prol da comunidade. Caminhamos para realmente aumentarmos a quantidade de leitos que temos, isto já é um projeto do hospital e vamos dar sequência na busca de equipamentos e na obra física necessária. Sempre foi um anseio do hospital uma segunda UTI para os pacientes que necessitam de um tratamento intensivo. Tínhamos a expectativa de que isso pudesse acontecer neste momento de pandemia, mas não fomos contemplados”, enfatiza Roza.

Vale lembrar que com a negativa do Governo do Estado, Brusque ficou com apenas um leito de UTI credenciado de forma exclusiva para pacientes com Covid-19.

Saiba Mais

O Hospital Azambuja encaminhou no dia 7 de abril, ofício à Secretaria Municipal de Saúde, solicitando o credenciamento junto ao Governo do Estado, de 10 novos leitos de UTI. O pleito foi realizado a fim de garantir estrutura aos casos mais complicados de tratamento de Covid-19, que possam surgir no município e região. Atualmente a instituição possui 10 leitos de UTI, sendo que um deles está reservado para tratamento de paciente diagnosticado com o novo coronavírus. Os 10 novos leitos de UTI seriam instalados em uma área de internação cirúrgica do Hospital Azambuja.

Publicidade
Últimas notícias

Brusque vence o Confiança e está próximo do G4

O Brusque entrou em campo pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, na noite desse sábado (31), para enfrentar o...
Publicidade
WhatsApp chat