Sistema drive-thru para testes rápidos da Covid-19; 600 testes devem apresentar panorama de assintomáticos, diz Secretaria de Saúde

Outras notícias da semana

O primeiro carro na fila do drive-thru para os testes rápidos para detectar a Covid-19 chegou por volta das 3h30 da madrugada desta sexta-feira, 26, no ponto de testagem montado pela Secretaria Municipal de Saúde, no estacionamento da Assevim.

 Procura no sistema drive-trhu para testes da Covid-19, no estacionamento da Assevim
Procura no sistema drive-trhu para testes da Covid-19, no estacionamento da Assevim (Foto: Diplomata FM/Hamilton Júnior)

A sistemática adotada faz com que os veículos entrem pelo acesso principal, na Avenida Getúlio Vargas e, após a coleta, saem pelos fundos da universidade.

De modo simples, a aplicação se dá no dedo indicador, para aferição do equipamento que mede se há ou não presença dos anticorpos IgG e IgM – embora, muitos testes possam não detectar uma possível evolução do vírus.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, somente uma pessoa por veículo pode fazer o teste. No local é feito o cadastro da pessoa que passou pela testagem e o resultado será informado via mensagem telefônica, em torno de dez a quinze minutos depois da passagem pelo posto.

Em caso de positivo, uma equipe da secretaria municipal irá até à residência do cidadão, para orientações e auxílio no tratamento da doença.

Posto de testagem rápida para Covid-19 realizado pela Secretaria Municipal de Saúde
Posto de testagem rápida para Covid-19 realizado pela Secretaria Municipal de Saúde (Foto: Diplomata FM/Hamilton Júnior)

De última hora, foram aumentados para 600 o número de testes no drive-thru (seriam 500 conforme programação inicial). Os profissionais da secretaria de saúde utilizam equipamentos de proteção.

De acordo o diretor-geral da Secretaria de Saúde, Rodrigo Cesari, o drive-thru para Covid-19 tem objetivo de trazer um panorama de pessoas sem sintomas.

“Essa modalidade com veículos é a primeira vez na cidade e a ideia é trazer um panorama de como está a situação e principalmente detectar os assintomáticos (sem sintomas), pois entendemos os que apresentaram sintomas procuraram o Centro de Triagem – será uma avaliação importante”, comentou.

“As pessoas querem saber, mesmo sem sintomas – ou sintomas leves, se tiveram contato com o vírus e o teste rápido nos permite a isso. Hoje a gente não sabe quem está ou não contaminado”, concluiu.

Fila de veículos Procura no sistema drive-trhu para testes da Covid-19
Fila de veículos no sistema drive-trhu para testes da Covid-19, em Brusque (Foto: Diplomata FM/Hamilton Júnior)

Rodrigo Cesari também alertou que com a chegada do inverno há o crescimento dos casos de gripe, que apresentam sintomas semelhantes, porém, mesmo assim, é importante a checagem no Centro de Triagem.

“Já era previsto com a queda da temperatura uma procura maior pelos testes, então continuamos a reforçar o uso de máscara e distanciamento social, intensificamos o pedido dos cuidados”, destacou Rodrigo.  Ainda conforme Cesari, dois sintomas, perda de olfato e paladar, tem sido diferencial clínico para diagnosticar casos de Covid-19.

Pelo movimento, a secretaria de saúde acredita que até o início da tarde o estoque de testes tenha finalizado.

O Jornal da Diplomata continua na cobertura.

Reportagem: Jaison Lorenceti/Juliane Ferreira/Hamilton Júnior

Últimas postagens

Publicidade
WhatsApp chat