Secretaria de Saúde informa sobre desabastecimento de alguns medicamentos

Outras notícias da semana

Com foco no Volta Redonda, Brusque FC treina em dois turnos

Pensando no Volta Redonda, o Quadricolor realizou dois treinos nesta terça-feira (24). A primeira parte do treino foi realizada no período matutino, na academia,...

CDL e Centro empresarial promovem coleta de lixo eletrônico a partir de 30/11

O Brasil é o maior produtor de lixo eletrônico entre países emergentes e em desenvolvimento, resultando em 96,8 mil toneladas de resíduos ao ano....

Guabiruba implementa restrições após matriz de nível gravíssimo para Covid-19

Com a mudança da matriz de risco para gravíssimo em toda a região do Médio Vale, a Prefeitura de Guabiruba continua a seguir as...

Operação ‘Bioma’ de combate ao tráfico de animais silvestres tem alvo investigado em Guabiruba

Na manhã desta segunda-feira, a Divisão de Investigação Criminal de Brusque - DIC, prestou apoio a "Operação Bioma" desencadeada pela Delegacia de Repressão a...

A secretaria de Saúde da Prefeitura de Brusque informa que alguns medicamentos estão em falta nas farmácias públicas do município, grande parte do problema está relacionado com as empresas distribuidoras de medicamentos, além disso temos o aumento na procura por determinados medicamentos (principalmente frente a atual situação de pandemia pelo COVID-19),a alta do dólar (uso de matéria-prima proveniente de países como China e Índia), a situação crítica de distribuição relacionada ao COVID-19 e a falta de matéria prima para produção do medicamento.

A farmacêutica e bioquímica da secretaria de Saúde, Patrícia Bernardi Sassi, esclareceu que a prefeitura vem trabalhando para que a população não fique sem os medicamentos, mas que a concorrência com a iniciativa privada tem sido outro fator  de desabastecimento. “O motivo que encontramos determinado medicamento nas farmácias comerciais é que eles são comercializados por um valor muito maior que no setor público, por isso a falta sempre acontecerá antes no setor público,” destacou Sassi.

A farmacêutica disse ainda que há impasses que atrasam a entrega dos pedidos dos medicamentos, com muitos pedidos de prorrogação de prazos, além da falta de imparcialidade da indústria farmacêutica quando há escassez de matéria-prima para a produção do remédio, o que acarreta a falta do medicamento sempre antes no setor público, devido à comercialização por valores menores. 

Medicamentos em falta

Medicamentos controlados:

Amitriptilina 25mg comprimidos

Fenobarbital 100mg comprimidos

Medicamentos Básicos:

Azitromicina 500mg comprimidos

Passiflora 300mg comprimidos

Ivermectina 6mg comprimidos

Ranitidina 150mg comprimidos  (suspenso temporariamente pela ANVISA

Ranitidina 15 mg/ml xarope   (suspenso temporariamente pela ANVISA

Texto/Secom/Prefeitura de Brusque

Últimas postagens

COVID-19: Boletim epidemiológico de 26 de novembro

Brusque registrou nas últimas 24 horas 206 novos casos de Covid-19. Agora, a cidade conta com 8.385 pessoas que já contraíram a doença. Deste...

Bandeirante sedia competição nacional de Beach Tennis

As quadras de Beach Tennis da Sociedade Esportiva Bandeirante serão palco do Circuito BRB, organizado pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT). A competição será...

Endorfina – Resultado de 26 de novembro de 2020

Pizza média 3 sabores da Choperia Golden Bier, aberta todos os dias apartir das 18 hs. Todas as segundas, quintas, sextas e sábados tem...

CDL e Centro empresarial promovem coleta de lixo eletrônico a partir de 30/11

O Brasil é o maior produtor de lixo eletrônico entre países emergentes e em desenvolvimento, resultando em 96,8 mil toneladas de resíduos ao ano....

Brusque realiza semana de Mobilização contra Dengue

Na segunda-feira (30) começa a Semana de Mobilização contra Aedes aegypti. A ação é uma sugestão da Vigilância em Saúde do Estado, em alusão...
Publicidade
WhatsApp chat