Polícia afirma que manterá rito de investigação de acidente que envolveu Prudêncio

Outras notícias da semana

Ao longo desta sexta-feira, 7, a Polícia Militar e Polícia Civil se manifestaram à imprensa, através de notas oficiais, sobre os procedimentos em torno do acidente com o veículo Opala azul que colidiu em um muro, na rua Maximiliano Furbringer. O acidente foi registrado no final da noite de quinta-feira, 6, no bairro Souza Cruz.

No Opala estavam Roberto Prudêncio Neto e Armelino José de Souza Júnior, que foram encaminhados ao hospital e se recuperam após procedimentos cirúrgicos.

De acordo com os órgãos de segurança, muitos boatos circularam pelas redes sociais, sobre as circunstâncias do acidente – com imagens de um sistema de vigilância que flagrou o momento que o carro saiu da pista e bateu contra o muro. Um segundo veículo aparece na cena do acidente, mas o motorista deixa o local em seguida.

Conforme os comunicados das polícias Civil e Militar, o caso terá investigação com base nos primeiros registros do acidente e na busca por novos esclarecimentos – mantendo o padrão dos demais acidentes que carecem de investigação policial.

Nota do 18º Batalhão da PM: Para esclarecimento a PM encerrou a ocorrência do Sr. Prudencio como acidente de trânsito com vítima e lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, ou seja, realizou o boletim com as informações que haviam na cena do acidente, como filmagens e relato de uma testemunha. Caso surjam novas informações somente a Polícia Civil poderá decidir se irá realizar novas diligências.

Nota da Polícia Civil (17ª Delegacia Regional): Considerando as inúmeras indagações relativas ao acidente de trânsito ocorrido na noite de ontem, 06/08/2020, na Rua Maximiliano Furbringer, Brusque, informamos que:

– A POLÍCIA CIVIL de BRUSQUE está na posse do Boletim de Ocorrência de Acidente de Trânsito e a apuração do caso ficará sob responsabilidade da Delegacia de Polícia da Comarca de Brusque.

–  Importante mencionar que as investigações irão analisar não apenas a colisão do veículo em si, mas também todas as circunstâncias que o antecederam e que possam ter contribuído para o desfecho da ocorrência, de modo a compreender integralmente a sua cronologia.

– Demais esclarecimentos serão realizados com o avançar das investigações, evitando-se, assim, quaisquer conclusões precitadas sobre o caso.

– Canais de denúncias: 181, 47-3355-0123 ou pelo WhatsApp 48-98844-0011

Título da matéria atualizada, às 22h40 de sexta-feira, 7

Últimas postagens

Publicidade
WhatsApp chat