Vigilância em Saúde traça perfil de óbitos por Covid-19

Publicidade
Utilidade pública

Na última sexta-feira (7) Brusque chegou aos 40 óbitos relacionados a Covid-19. A maioria dos casos é de homens, com histórico de comorbidades, principalmente hipertensão arterial, idade entre 70 e 79 anos. O maior número de óbitos encontra-se no bairro Santa Rita, com oito; seguido pela Limeira, com seis e Poço Fundo, com quatro.

O primeiro óbito registrado no município foi no dia 20 de junho. Nestes dois meses a cidade chegou a contabilizar três mortes em um único dia relacionada a Covid-19. Do total de óbitos, 26 são do sexo masculino e 14 feminino. Entre eles, 16 foram atendidos no Centro de Triagem para Sintomáticos Respiratórios, montado no pavilhão da Fenarreco.

Apenas duas pessoas que vieram a óbito por Covid-19 em Brusque não apresentavam comorbidades. Entre os demais, a maioria apresentava hipertensão arterial (21), doença cardíaca (11), diabetes (9) e obesidade (8). Todas as vítimas passaram por internação hospitalar, 24 em UTI e 16 em enfermaria.

A maioria dos óbitos registrados são de moradores do bairro Santa Rita, onde contabiliza-se oito mortes. Limeira vem em seguida, com seis e Poço Fundo na sequência, com quatro. Há óbitos confirmados em 17 bairros do município.

A faixa etária de maior ocorrência de óbitos é de pessoas com idade entre 70 e 79 anos, em que se contabiliza 15 mortes. Entre pessoas com 60 a 69 anos foram 12 óbitos. Já na faixa etária entre 40 a 49 anos e 80 a 89 anos, foi registrado quatro óbitos em cada.

“Com estes dados em mãos poderemos planejar ações e estratégias futuras”, explica a diretora de Vigilância em Saúde, Alícia Maria de Andrade Fagundes.

As informações completas podem ser conferidas nos gráficos abaixo.

Publicidade
Últimas notícias

Brusque já trabalha no Maranhão visando o Sampaio Corrêa

Após o empate contra o Vitória na última sexta-feira (17), o Brusque Futebol Clube começou a jornada para chegar...
Publicidade
WhatsApp chat