Força de segurança de Santa Catarina está mobilizada na investigação de assalto a banco em Criciúma

Através de contato com a imprensa de Criciúma o coordenador de jornalismo Sérgio Ferreira, conseguiu o depoimento do colega radialista Dante Bragato Neto.

Publicidade
Utilidade pública

Desde a madrugada de segunda-feira, 01, a Polícia Civil de Santa Catarina e todas as forças de segurança estão mobilizadas em Criciúma na investigação do assalto ao Banco do Brasil em Criciúma.

Por determinação do Delegado Geral Paulo Koerich, estão em Criciúma policiais civis da Delegacia de Roubos e Antissequestro (DRAS) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), sob o comando do Delegado de Polícia Anselmo Cruz, além de outras delegacias da DEIC, da CORE e o reforço mobilizado da região em apoio às forças locais.

O Deic também está em Criciúma coordenando processo de investigação para capturar os assaltantes (Imagem: PC SC).

Também há contatos e mobilização com as Polícias de outros Estados, como dos Estados do Rio Grande do Sul e Paraná, e com a Secretaria Nacional de Segurança, para a união e integração de esforços na ação policial, no Sul do Estado.

“Nós estamos em Criciúma acompanhando todas as ações policiais. Todas as forças policiais do estado de Santa Catarina estão trabalhando em conjunto para a busca de informações e da identificação dos autores desse crime. Assim como também, nós contamos com o apoio das polícias dos estados vizinhos e de outros estados da federação, além de agências federais que estão auxiliando na busca da autoria deste crime. Nós não toleramos essas ações delituosas no âmbito do estado de Santa Catarina”, afirma o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial e Delegado Geral da Polícia Civil, Paulo Koerich.

“Nós iremos trabalhar todos uníssonos na busca de informações que propiciem a identificação dos autores deste crime e para que eles sejam após devidamente identificados sejam responsabilizados na forma da legislação vigente. Temos ações que estão sendo realizadas pela CORE, pelo SAER, pelo CHOQUE, pelo BOPE, pelos PPTs, pela DEIC, e desta forma, somando esforços para que a sociedade catarinense não seja mais assolada com ações desta natureza”, destaca o delegado.

Alta cúpula da segurança pública de SC, reunidos no Sul do Estado para as primeiras ações para prender os bandidos que assaltaram agência do BB. (Imagem: Governo de SC).

O governador do Estado Carlos Moisés também esteve presente na cidade de Criciúma. 

Entenda a ação

Por volta das 23h50 do dia 30 de novembro, criminosos com armas pesadas, munições de diferentes calibres, explosivos e coletes balísticos assaltaram uma agência bancária de Criciúma e efetuaram diversos disparos na área central e no 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM). A ação criminosa resultou em duas pessoas feridas, sendo um deles o policial militar Jeferson Luiz Esmeraldino, que passou por uma cirurgia e apresenta um quadro de saúde que inspira cuidados.

Até o momento, foram presas quatro pessoas que fizeram o recolhimento de parte das cédulas de papel que estavam jogadas no chão em razão da explosão. Com eles, foram localizados cerca R$ 810 mil. Conforme a Polícia Militar, 10 veículos utilizados na ação foram encontrados na localidade de Picadão, no município de Nova Veneza, nesta manhã. Também foi apreendido material explosivo estimado em 230 quilos, do tipo Melaton.

Rádio Diplomata em conexão com a imprensa de Criciúma

Através de contato com a imprensa de Criciúma o coordenador de jornalismo Sérgio Ferreira, conseguiu o depoimento do colega radialista Dante Bragato Neto, que trabalhava na Rádio Eldorado, no momento do assalto. Dante conta sobre ameaça recebida por bandidos e os momentos de terror vividos por ele, companheiros e comunidade local.

Ouça!   

Áudio do radialista Dante Bragato Neto, da Rádio Eildorado.

Publicidade
Últimas notícias

Brusque FC entra em concentração para enfrentar o Coritiba, nesta terça-feira (3)

O Brusque FC se reapresentou na tarde do último domingo para iniciar a preparação para o jogo contra o...
Publicidade
WhatsApp chat