Apae de Brusque recepciona novos profissionais para o ano letivo de 2021

Integração com orientações foi iniciada com as equipes de colaboradores nesta quarta-feira, 3

Publicidade
Utilidade pública

O mês de fevereiro começou com as boas-vindas para os professores e demais colaboradores que irão atuar na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque durante o ano letivo de 2021. Na manhã de quarta-feira, 3, o grupo esteve na sede da instituição, onde foi recepcionado pelo presidente da entidade, Renato Roda e pela diretora executiva, Rosecler Ceratti Foletto.

Na oportunidade professores, coordenadores, auxiliares, técnicos de saúde e demais profissionais, tanto efetivos como novos, passaram por um processo de integração, onde conheceram a estrutura e rotina de trabalho da instituição e receberam orientações em especial a respeito das diretrizes e cuidados exigidos com a retomada dos atendimentos presenciais. “A ideia foi passar todas as orientações sobre os protocolos de saúde e novos procedimentos nos atendimentos e convívio com nossos alunos. Estamos com boas expectativas para recebermos eles, que são a causa da existência da nossa entidade, onde vamos buscar recuperar as perdas que tivemos em 2020 por conta da ausência dos atendimentos presenciais. Contamos com a contribuição e trabalho de todos”, declarou na oportunidade o presidente da Apae.

Contratação

A Apae modificou o convênio com a Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) assim, em 2021 o processo de seleção e contratação dos professores foi feito pela própria Apae. Ao todo foram contratados 27 profissionais na área de educação.  “Recebemos uma grande quantidade de currículos e avaliamos muito cada um deles, dentro dos critérios focados na formação acadêmica e profissional na área da Educação Especial, especializações, e perfil para atuação nos programas da Instituição” comenta Rosecler.

Protocolos e retorno das aulas

Em relação ao Plano de Contingência (Plancon) apresentado na ocasião, a diretora executiva da Apae explica que ele contém todos os procedimentos que a Apae de Brusque está adotando por conta da pandemia, com todas as adaptações necessárias, para que os alunos possam retornar com segurança para a instituição. “Os procedimentos e adaptações foram muito discutidos, nas várias reuniões da comissão interna da Apae, para a definição desse plano.  Ele segue todas as diretrizes orientadas pelo Estado e Município, com o olhar voltado aos nossos alunos, e devidamente aprovado pelo Comitê Municipal”, esclarece Rosecler.

Conforme o calendário e as diretrizes da FCEE, as aulas presenciais com os alunos retornam dia 17 de fevereiro, com regime de escala. “No ato da matrícula e das rematrículas dos alunos em janeiro, as famílias puderam optar se os atendimentos seriam presenciais ou remotos. Desta forma organizamos o fluxo de atendimentos, tanto dos professores como dos profissionais de saúde e alunos. Assim, os atendimentos serão individualizados, ou seja, será um aluno por sala, com exceção do Centro de Convivência Ruth de Sá, onde há turmas mais funcionais e o espaço amplo, e será possível receber até quatro alunos por turma/turno, com todos os cuidados e distanciamento recomendados”, esclarece.

Expectativas positivas

Mesmo com os protocolos necessários as expectativas para o ano de atuação da Apae de Brusque são as melhores. “2020 foi um ano onde refletimos sobre os papéis que desempenhamos, para criar novos olhares e iniciativas. A Apae conta com uma ótima equipe de profissionais, comprometida e dedicada, então temos a confiança de que junto com as famílias construiremos um bom trabalho este ano”, acrescentou a diretora.

As expectativas positivas também são entre os novos profissionais contratados, como Bianca Hoepers Mascarenhas. “Estou muito feliz em ter a oportunidade de atuar na entidade, pois todas as pessoas que já trabalharam na Apae, que conheci, sempre falam que é uma ótima experiência. As orientações de hoje foram bem necessárias, me deixaram mais tranquila e segura, além da boa recepção, que me fez sentir acolhida, para fazer um bom trabalho ao longo do ano”, comentou.

A Apae de Brusque

Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2020 a Apae de Brusque celebrou seus 65 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 270 alunos recebem atendimento.

Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.

Desde as medidas restritivas, adotadas em função da pandemia do Covid-19 em 2020, os atendimentos haviam sido suspensos, realizados de forma remota, sendo mantidos apenas os Testes do Pezinho e da Orelhinha, mediante a agendamento, realizados pela Clínica Uni Duni Tê, bem como os atendimentos de saúde individuais, realizados pelas três unidades de serviços que compõe a Apae.

Publicidade
Últimas notícias

Colisão frontal entre motos mobiliza Corpo de Bombeiros na Av. Beira Rio

O Corpo de Bombeiros foi acionado para uma colisão frontal entre duas motos, por volta das 19h20 desta segunda-feira,...
Publicidade
WhatsApp chat