Prefeito de Brusque se reúne com governador e FECAM

Entre as pautas, novo decreto estadual e compra de vacinas pelos municípios com apoio da Fecam

Publicidade
Utilidade pública

O prefeito de Brusque, Ari Vequi, participou de duas videoconferências nesta quarta-feira (10) relacionadas a pandemia do coronavírus. O primeiro encontro, pela manhã, reuniu chefes de Executivos das 21 maiores cidades de Santa Catarina, presidentes de associações e da Federação dos municípios (Fecam) e representantes da Assembleia Legislativa, onde com o governador Carlos Moisés e o secretário de estado da saúde, Eduardo Motta Ribeiro, discorreram sobre a situação do COVID-19.

Na prática, Santa Catarina vai adotar a proibição em todo seu território da venda de bebidas alcoólicas após as 21h em bares e restaurantes. A medida, além de diminuir aglomeração em estabelecimentos comerciais, tem como objetivo reduzir o índice de acidentes de trânsito e ocorrências que acabam ocupando leitos nas instituições hospitalares.

Entre 12 e 19 de março, em dias úteis, algumas atividades poderão funcionar com capacidade de 25% de ocupação. As práticas já adotadas nos dois finais de semana anteriores deverão ser mantidas pelo estado.

“Alguns municípios, incluindo Brusque, propuseram uma abertura mais flexível nos finais de semana, mas a maioria das cidades e a equipe da saúde, entenderam que o momento requer atenção redobrada no combate a pandemia”, frisou Vequi.

A tarde, a reunião foi liderada pela Fecam, com o debate da Carta de Intenção de compra da vacina Sputnik V pelos municípios que aderiram o documento. Representantes da empresa Globalpharm LTD, distribuidora internacional da vacina russa, explicaram os procedimentos finais para a aquisição do imunizante. Em princípio, quatro milhões de doses serão disponibilizadas para 260 cidades catarinenses que manifestaram desejo de compra. Brusque, está na lista de espera com 50 mil doses.

“Quanto a compra de vacina, as negociações avançaram e na próxima semana, entre quarta e quinta-feira, toda a documentação deve ser encaminhada, para que possamos depois de fechadas as propostas, finalizar essa compra”. O prefeito Ari Vequi, fez questão de lembrar que todo esse processo é uma intenção de compra, mas analisa caso tudo se concretize, que Brusque terá um avanço na imunização de sua população, respeitando o Plano Nacional de Imunização contra a COVID-19.

Publicidade
Últimas notícias

Vigilância em Saúde divulga boletim epidemiológico deste sábado, 31

Chegam a 27.683 os casos confirmados de Covid-19 em Brusque desde o início da pandemia do novo coronavírus. Esta...
Publicidade
WhatsApp chat