Confira aprovações e assuntos destaques na sessão da Câmara de Brusque

Publicidade
Utilidade pública

A queda da cabeceira esquerda da ponte João Libério Benvenutti repercutiu nos debates da sessão da Câmara de Vereadores de Brusque, realizada nesta terça-feira, 27.

A vereadora Marlina Schiessl (PT) apresentou um requerimento que formaliza por parte da Câmara um convite ao secretário de obras e à secretária de infraestrutura, aos engenheiros da prefeitura, responsáveis pela obra, e ao prefeito, para discorrerem acerca das causas que levaram à queda estrutura de base da ponte, bem como fazer uma avaliação do andamento das obras na margem esquerda da Avenida Beira Rio.

O pedido não foi boa aceitação pela base governista, que alegou não ser viável a presença do prefeito Ari Vechi na sessão. A situação busca não politizar o tema no poder legislativo.

Em resposta, os vereadores de situação comentaram que são favoráveis a realização de uma sessão extraordinária para que técnicos e engenheiros sejam convidados, de modo a apresentar um diagnóstico técnico sobre os assuntos que envolvem a queda e recuperação da ponte.

O requerimento foi rejeitado pela maioria, com 11 votos contrários e dois favoráveis – além de Marlina, o vereador Cassiano Tavares votou a favor da proposição.

Após a sessão, a vereadora Marlina falou à imprensa e considerou que a base governista buscou deslegitimar o requerimento.

Vereadora Marlina Schiessl, PT, na tribuna da Câmara (Foto: Assessoria de Imprensa/Câmara)

O líder do governo, Nick Imofh, MDB, falou ao Jornal da Diplomata após a sessão e destacou que a base governista é contra politizar a queda da cabeceira da ponte Santos Dumont, mas, que se mostra favorável realização de uma sessão com técnicos e engenheiros para demostrar a evolução da obra e a recuperação da ponte.

Vereador Nick Imofh, MDB, na tribuna da Câmara (Foto: Assessoria de Imprensa)

Confira as aprovações da sessão ordinária desta terça-feira, 27 de abril

Sessão da Câmara de Vereadores nesta terça-feira, 27 (Foto: Assessoria de Imprensa/Câmara)

Projetos de Lei

– Em primeira discussão e votação, Projeto de Lei Ordinária nº 02/2021, de origem legislativa, que “Estabelece o prazo de validade de cinco anos do laudo e perícia médica que atestam o Transtorno do Espectro Autista (TEA) no âmbito do Município de Brusque”.

Sobre esta matéria, a presidente da AMA – Associação de Pais, Profissionais e Amigos dos Autistas de Brusque e Região, Guédria Baron Motta, analisou a importância da padronização do laudo através do projeto de lei.

O autor do projeto, vereador Deivis da Silva, MDB, comentou sobre a importância da matéria.  

Demais matérias

– Em discussão e votação únicas, Projeto de Lei Complementar nº 07/2021, de origem executiva, que “Altera requisito para provimento do cargo de Motorista de Veículos Pesados, criado pela Lei Complementar nº 218, de 11 de dezembro de 2013, e dá outras providências”;

– Em discussão e votação únicas, Projeto de Lei Ordinária nº 41/2021, de origem executiva, que “Dispõe sobre a abertura de crédito especial e suplementar no orçamento do Município de Brusque e dá outras providências”;

– Em segunda discussão e votação, Projeto de Lei Ordinária nº 23/2021, de origem legislativa, que “Dispõe sobre a divulgação do grau de escolaridade e área de formação acadêmica dos servidores em comissão dos Poderes Executivo e Legislativo do Município de Brusque”;

– Em primeira discussão e votação, Projeto de Lei Ordinária nº 10/2021, de origem legislativa, que “Faculta que farmácias e drogarias disponibilizarem serviço de aferição da pressão arterial”;

– Em discussão e votação únicas, Projeto de Lei Ordinária nº 40/2021, de origem legislativa, que “Denomina via pública: rua José Vendelino Regis”;

Publicidade
Últimas notícias

Programa Primeiro Abraço é oficialmente lançado em Brusque

A Prefeitura de Brusque, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, lançou oficialmente na tarde desta sexta-feira (07), o...
Publicidade
WhatsApp chat