Carro derruba poste na Rua Nova Trento, moradores pedem por travessia elevada

Publicidade
Utilidade pública

Moradores da Rua Nova Trento solicitam a implantação de travessias na via pública, que liga os bairros Azambuja e Primeiro de Maio. Na madrugada desta sexta-feira, 11, um carro atingiu um poste, próximo de ponto de ônibus.

Segundo relato dos moradores próximos do local do acidente, em contato com o Jornal da Diplomata, o causador do acidente fugiu após a colisão, no entanto, o impacto praticamente destruiu o poste.

Trabalho para recolocação de poste após acidente na Rua Nova Trento (Foto: Adriano Machado/Divulgação)

Segundo as informações, após o acidente, por volta da 1h30, o condutor forçou o carro, que apresentava danos matérias, e fugiu do local. O morador, Adriano Machado, suspeita que o motorista tenha desmaiado ou ficado atordoado, após a colisão, pois, ficou no interior do carro por um tempo.

“Bateu no poste e ficou em silêncio, eu escutei o estouro e fui verificar, mas, não dava para ver nada, depois de uns vinte minutos ele ligou o carro e tentou sair, mas ficou enganchado, porém, forçou, acelerou e saiu – logo à frente o veículo parou de novo, mas, ele ligou e conseguiu saiu”, explicou.

Queda de poste provocada por acidente na Rua Nova Trento, proximidades com a Rua Luís Machado (Foto: Divulgação)

“É comum isso, esse negócio de bater naquela região e os motoristas fugirem”, complementou.

Sobre o trânsito na Rua Nova Trento, os moradores relataram preocupação principalmente na ligação com a Rua Luís Machado, próximo do local do acidente nesta madrugada. O pedido é acompanhado de crítica, já, apesar de vários acidentes na região, poucas medidas foram tomadas pelo poder público. Outra preocupação é a proximidade com um ponto de ônibus, frequentemente usado por moradores.

Próximo do local do acidente há um ponto de ônibus (Foto: Divulgação)

Sobre a solicitação de travessia elevada, Adriano disse que vários pedidos foram protocolados na Câmara de Vereadores, por ex-vereadores e pessoas ligadas ao governo municipal. A explicação técnica de inviabilidade seria pela questão da passagem de ambulâncias em direção ao hospital.

No entanto, no trecho mais próximo da creche, foi instalada uma lombada.

Mas, a parte mais baixa, já nas imediações do Beco Luís Machado, há poucos avanços.

“Geralmente ali nessa região aonde acontecem acidentes é mais ignorada, fica meio de lado”, desabafou.

Publicidade
Últimas notícias

Presidente do comitê gestor do Centro de Inovação fala sobre ações para retomada das obras, em nova licitação

A presidente do comitê gestor de implantação do Centro de Tecnologia e Inovação, reitora Rosemari Glatz, falou ao Jornal...
Publicidade
WhatsApp chat